Activated Magazine Online

Switch to desktop

As surpresas de Deus

Deus nos conta o que precisamos saber e, às vezes, até o que temos curiosidade de saber. Mas, com frequência, lança um véu sobre o futuro, o qual só Ele conhece. Isso realmente nos ajuda a permanecer perto do Senhor. Mas, independentemente do que sabemos ou deixamos de saber, Ele prometeu nunca nos deixar ou desamparar. Ele diz “Eis que estou contigo até a consumação dos séculos.”1 E Ele nos deu a tocha da Sua Palavra para mostrar aonde o caminho no leva. Podemos sempre fazer brilhar a luz da Palavra de Deus no nosso caminho.2

Publicado em Orientação

Passo 1: Escolha um local apropriado. De um modo geral, é melhor meditar em ambientes tranquilos e ordenados, de preferência longe do local de trabalho e de onde costumamos passar a maior parte do dia. O ar fresco não apenas nos renova fisicamente, mas também simboliza o Espírito de Deus, que é capaz de aliviar nossas mentes e espíritos.

Publicado em Oração

O princípio da oração

“Certo dia, Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos Seus discípulos Lhe disse: ‘Senhor, ensina-nos a orar.’”1

A oração foi um importante fator na vida e no ministério de Jesus. Nos Evangelhos, há várias referências aos hábitos de oração de Jesus. Ele ensinou aos Seus discípulos a orar, eles O viram orar, ouviram Suas intercessões por eles e Ele os aconselhou com respeito à oração. Antes de muitos dos principais acontecimentos, milagres e decisões de Sua vida, e até ao momento da Sua morte, Jesus passou tempo em oração. O fato de Jesus ter feito questão de orar e ter ensinado aos discípulos sobre a oração indica que isso é um importante aspecto do discipulado.

Publicado em Oração

Rico ou pobre

O apóstolo Paulo tratou da questão da riqueza em 1 Timóteo 6:7–10: “Nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar; por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos. Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.”1 Ter dinheiro não é errado; amá-lo, sim. A abundância ou a falta de dinheiro é menos importante que a condição espiritual.

Publicado em Perspectiva

Alegria, satisfação e felicidade

Todos temos muitas oportunidades e recursos para progredir na fé, nos relacionamentos, no trabalho, na vida interior e muito mais. Obviamente, nessas áreas, como em qualquer outra, o progresso requer determinação, disciplina, esforço, sacrifício e trabalho árduo, mas os resultados valem bem a pena.

Publicado em A vida

Outra dimensão da Páscoa

Certa noite, eu estava pensando na Páscoa quando algo me ocorreu: “Ele não deixou minha alma no Inferno.” Não tinha certeza se era uma passagem bíblica nem se o autor se referia a Jesus.

Eu gostaria de poder dizer que folheei minha bíblia e logo encontrei o versículo, mas não foi assim. Peguei o meu smartphone e procurei no Google. Sim, está na Bíblia, no Salmo 16: “Não deixarás a minha alma na morte.”1

Publicado em Páscoa

Amargo ou melhor

Todos já passaram por algo que consideram “uma época ruim”. São aquelas tragédias ou dificuldades além do nosso controle e, às vezes, são resultados diretos de decisões erradas e atos egoístas dos outros. A reação a esses erros determina se você vai crescer ou se tornar rancoroso.

Publicado em Perspectiva

Um bom ouvinte

Escutar demanda esforço. É comum gostarmos de conversar com os que sabem ouvir. É possível perceber o interesse na maneira como olham, em sua postura e em como reagem. É uma pré-disposição um tanto indescritível que comunica: Gosto de escutar o que você tem a dizer. Você é importante para mim. Existe nos bons ouvintes um espírito de calma e paciência que nos diz: Fique à vontade. Não tenho nada mais importante a fazer no momento do que ouvir o que você tem a dizer.

Publicado em Sucesso com as pessoas

O mais improvável sucesso

O livro “Disciple Making: Training Leaders to Make Disciples” (Tradução livre: “Discipular: a capacitação de líderes a fazer discípulos”)1 cita um relatório imaginário enviado para Jesus pela empresa Jordão — Consultoria em Gestão, com sede em Jerusalém, detalhando suas avaliações sobre os doze nomes que Jesus submetera para análise.

Publicado em Histórias bíblicas

O líder sábio e o insensato

Um bom executivo não é um chefe, mas um servo! Jesus não estava apenas tentando ensinar humildade aos Seus discípulos quando lhes disse: “Todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo.”1 Um bom executivo não é um ditador. Ele escuta aos seus liderados. Quando quem está no topo não se comunica com os que estão na base, não consegue entender pelo que passam e nem suas dificuldades, o que leva a problemas!

Publicado em No trabalho
Pagina 1 de 17

Copyright 2017 © Activated. Todos os direitos reservados.

Top Desktop version