Activated Magazine Online

Switch to desktop

Você é o que você “come”

Certa vez, alguém disse: “Você é o que lê”, numa alusão ao princípio de nutrição que diz que, fisicamente, somos o que comemos. Bem, nos aspectos mental e espiritual o que a pessoa é sofre a influência daquilo que lê, dos filmes e dos programas de televisão aos quais assiste e dos outros veículos de informação e entretenimento como a Internet e os jogos de computador. Diga-me as fontes favoritas de informações ou diversão de alguém que, provavelmente, poderei fazer um diagnóstico da sua condição espiritual.

O Senhor criou as pessoas com fome espiritual pela verdade, isto é, percepções e idéias que alimentem suas almas, ajudem-nas a melhor entender Deus e os Seus caminhos, e as inspirem a viver de uma forma mais saudável em todos os aspectos. Mas, infelizmente, o apetite espiritual de muitos foi pervertido pelas coisas erradas que leram ou às quais assistiram, como acontece quando se desenvolve o gosto por porcarias e doces, preferindo estes aos bons alimentos integrais.

Faz-me lembrar dos seguintes versículos bíblicos: “Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura” (Isaías 55:2) e “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna” (João 6:27).

Quer admitam quer não, pensar ou agir de maneira contrária à que Deus quer tem um efeito nas pessoas. Encher a mente e o coração com mentiras e meias-verdades vai corroer o seu espírito, mesmo se estiver apenas lendo ou assistindo a algo para se entreter e descontrair. Multiplique isso por alguns milhões e terá o mesmo efeito ruim na sociedade. E o mundo de hoje é a prova disso!

 

Discernir e discriminar

Tudo o que a mente absorve afeta o espírito. Filmes, música, livros, jornais, revistas, televisão, rádio e a Internet são meios para transmissão de mensagens, que poderão estar alinhados com Deus e Sua Palavra, ou não.

Boa parte do que se encontra disponível hoje é o que a Bíblia chama de “fábulas artificialmente compostas” (2 Pedro 1:16), cujo autor não é Deus, mas se origina no lado escuro e tem o propósito de enganar, desviar e entorpecer as pessoas espiritualmente, a ponto de elas não conseguirem discernir o certo do que não é.

Ler o tipo errado de livro ou assistir a um filme pobre em valores não torna ninguém mais sábio! Pelo contrário, deixa as pessoas mais obtusas, mais confusas e mais longe da verdade! A sabedoria deste mundo é absoluta tolice para Deus (1 Coríntios 3:19).

As pessoas muitas vezes preferem os alimentos de baixo valor nutritivo por terem uma boa aparência, mas estes, consumidos em excesso, podem levar à morte. E essa mesma característica enganosa torna os livros e filmes de baixa qualidade igualmente perigosos.

O Diabo é um mentiroso e o pai da mentira (João 8:44). E vou lhe dizer: são mentiras bem astutas! Parte do que ele diz sempre é verdade, porque não poderia convencer as pessoas se não jogasse um pouco de verdade no bolo. Suas falsidades costumam ser acompanhadas de um pouco de realidade, uma tática que vem funcionando desde Adão e Eva no Jardim do Éden. Quando os tentou a desobedecer a Deus e comer o fruto proibido da árvore do conhecimento do bem e do mal, disse-lhes que seriam “como Deus” (Gênesis 3:5). — Uma verdade certamente tentadora e que eles engoliram! (Gênesis 3:6).

 

E você?

Não é errado, de vez em quando, ler um livro ou assistir a algo só para relaxar, mas se você não for seletivo com o tipo de influência que recebe e não se proteger contra as ruins, a diversão será mais nociva do que benéfica ao seu espírito. “Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Filipenses 4:8).

Até mesmo livros, filmes e outras coisas que, na sua maior parte, sejam boas podem se tornar prejudiciais se a pessoa não fizer um esforço consciente para se concentrar nos aspectos positivos e descartar os negativos, tanto enquanto lê um livro ou assiste a um filme, quanto depois. A Bíblia diz: “Aparte-se do mal, e faça o bem” (1 Pedro 3:11) — um versículo que se aplica não apenas ao que fazemos, mas também ao que absorvemos, já que, em última análise, os valores com os quais temos contato afetam nosso modo de agir.

É preciso também se certificar que está bem abastecido com a verdade da Palavra de Deus para contra-atacar quaisquer más influências advindas do que você lê ou assiste. “Guarda o teu coração, pois dele procedem as saídas da vida” (Provérbios 4:23).

Existe um ditado sobre oração: “Você acredita em oração tanto quanto ora.” Eu diria o mesmo da Palavra de Deus e das influências mundanas: você acredita na Palavra tanto quanto a lê e nessas outras coisas tanto quanto as absorve. Espero que você esteja recebendo bom alimento espiritual, porque a saúde e a felicidade do seu espírito dependem disso. Você éaquilo que absorve!

David Brandt Berg (1919-1994) era filho da conhecida evangelista americana, Virginia Brandt Berg. Em 1968, juntamente com sua esposa e filhos adolescentes, iniciou um trabalho voltado para os jovens da contracultura em Huntington Beach, na Califórnia, o qual se expandiu, tornando-se o movimento missionário cristão internacional conhecido hoje como A Família Internacional (AFI)(Os textos escritos por David Brandt Berg usados na Contato são adaptações.)

 

Mais nesta categoria: « Influências

Copyright 2017 © Activated. Todos os direitos reservados.

Top Desktop version