Faca-me um bolo

Faca-me um bolo

Nossa história se passa em Israel, por volta de 850 a.C.1 Era uma época triste e difícil para aquela nação que estava sofrendo com o pior rei que já tivera. O Rei Acabe adotou o deus pagão de sua esposa Jezabel, Baal, e sob seu governo, os profetas do Deus verdadeiro foram sistematicamente executados.

Deus enviou Seu profeta Elias ao monarca com uma mensagem sombria: “Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos senão segundo a minha palavra.”

Depois de dar essa advertência, Elias fugiu para o ermo. Deus o conduziu a um desfiladeiro isolado, onde havia um pequeno riacho com água potável e ordenou que os corvos trouxessem pedaços de pão e carne para ele todos os dias.

E assim como Elias havia profetizado, nem uma gota de chuva caiu. Conforme os meses sufocantes passavam lentamente, o sol escaldante cobrou seu tributo na terra seca de Israel. A safra foi perdida, o abastecimento de água acabou e a fome se espalhou. Por fim, a fonte que abastecia Elias, o ribeiro Querite, também secou completamente. Mas Deus foi fiel e no mesmo dia disse a Elias: “Levanta-te, vai a Sarepta, que pertence a Sidom, e habita ali. Ordenei a uma viúva ali que o sustente.”

Sarepta ficava a mais de 160 quilômetros ao Norte do ribeiro de Querite e Elias teve que fazer essa viagem perigosa a pé. Após dias de caminhada por desertos áridos, encostas rochosas e trilhas íngremes, finalmente chegou a Sarepta, uma cidade costeira no atual território libanês. Cansado, com calor e coberto de poeira, Elias avistou uma mulher recolhendo gravetos perto do portão da cidade. “Água!” gritou para ela. “Por favor, traga-me um pouco de água!”

Com pena do estranho cansado, a mulher levantou-se para lhe trazer um pouco de água, quando ele a chamou novamente: “E, por favor, traga-me algo para comer também!”

Virando-se para ele, ela exclamou: “Tão certo como vive o Senhor teu Deus, não tenho nem um bolo, senão somente um punhado de farinha numa panela, e um pouco de azeite numa botija. Peguei esses gravetos para fazer um pão para mim e para o meu filho, nossa última refeição.”

Percebendo que aquela era a viúva que Deus havia prometido que cuidaria dele, Elias ousadamente lhe disse: “Não tenha medo. Vá e faça o que você disse, mas faça primeiro um pequeno bolo para mim; e o restante use para você e seu filho.” E profetizou: “Assim diz o Senhor Deus de Israel: ‘A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará, até o dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra.’”

Quão intrigada a mulher deve ter ficado com aquela proclamação extraordinária! Deve ter pensado: Eu disse a ele como sou pobre e como estou juntando lenha para cozinhar a última refeição para mim e meu filho–mas ele está me pedindo para alimentá-lo primeiro!

Mas como Elias falou em nome do Senhor, ela entendeu que se tratava de um homem de Deus e teve fé. Correu para casa, juntou o último punhado de farinha do fundo do jarro de barro onde estava guardado e, na sequência, pegou o jarro de óleo, virou-o e drenou as últimas gotas de óleo que nele havia. Quando o pão ficou pronto, levou-o para Elias.

Imagine a viúva arrumando as coisas, e quando vai guardar o jarro de óleo, percebe que está muito mais pesado do que um momento atrás. Então, inclinando um pouco a vasilha, mal pode acreditar quando vê o óleo fresco transbordar. Está cheio!

Colocando a jarra na mesa, corre para ver a outra vasilha, onde guardava a farinha, e se emociona com o que vê ao levantar a tampa. O recipiente não estava mais vazio e empoeirada como alguns minutos antes, mas cheia até a borda com farinha fresca. Um milagre aconteceu! Seu coração transborda de gratidão a Deus por uma manifestação tão maravilhosa de Sua bênção. E assim como Elias profetizou, a jarra de farinha não se acabou e a jarra de azeite não secou durante a estiagem. Ela deu o que podia e Deus retribuiu além de suas maiores expectativas!

Deus é assim: nunca permitirá que você dê mais do que Ele! Sempre retribuirá muitas vezes mais. Quanto mais você der, mais receberá. A maioria pensa: Quando eu tiver mais do que preciso, quando for rico, então talvez eu comece a dar aos outros, ajudar os pobres e apoiar a obra de Deus. Mas Deus diz: “Comece a dar o que você tem agora e confie que Lhe darei mais.”

1. Uma nova versão de 1 Reis 17

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.