Um conto de uma pequena bateria

Um conto de uma pequena bateria

Minha esposa e eu estávamos a caminho de um funeral nos EUA. Alugáramos um carro e tínhamos de fazer algumas coisas. A primeira na minha lista era passar em uma relojoaria onde eu pudesse trocar a bateria do meu relógio. Passamos em dois centros comerciais, mas ninguém sabia onde havia o que procurávamos. E quando nem mesmo uma busca no Google nos ajudou a encontrar uma relojoaria, desisti da troca.

De volta ao carro, minha esposa e eu falávamos sobre nosso parente que havia falecido e confessei minha dificuldade de imaginar como Jesus poderia pessoalmente aparecer a tantas pessoas para recebê-las no Céu. Com tanta gente na Terra e tantas mortes que acontecem todos os dias, não entendia como Deus conseguia Se organizar para encontrar todos que chegam lá diariamente.

Quando terminei de expressar tudo isso para ela, reconhecendo minha admiração negativa, senti um impulso de retomar a busca pela bateria do relógio “Vou perguntar mais uma vez”, disse enquanto virava àdireita, para acessar uma rua secundária. E para minha surpresa, a primeira coisa que vi quando paramos próximo a uma pequena galeria foi uma placa com letras garrafais: Oficina de Relógios.

Soltando uma gargalhada, minha esposa disse: “Está vendo? Ele acabou de lhe responder. Éassimque Ele faz!”

Demorei para entender a mensagem que Deus estava me dando, de uma forma sucinta e inesquecível: Eu não apenas saúdo cada um que chega aqui, individualmente, mas atendo às suas menores necessidade, de maneiras imprevisíveis, inclusive quando se trata de baterias para relógios!

E foi assim que Deus interveio naquele dia e respondeu à minha pergunta! E logo fomos atendidos por um agradável e habilidoso vietnamita, cercado por lindos relógios. Ele tinha a bateria certa e, depois de examinar meu relógio, garantiu-me que era de excelente qualidade e estava em perfeitas condições.

Lembrei-me então da introdução ao Salmo 139: “ÓSENHOR Deus, Tu me examinas e me conheces. Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todos os meus pensamentos. Tu me vês quando estou trabalhando e quando estou descansando; Tu sabes tudo o que eu faço.”1

1. NTLH

William B. McGrath

William B. McGrath é escritor freelance e fotógrafo. É membro da Família Internacional no Sul do México.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.