O caleidoscópio do amor de Deus

O caleidoscópio do amor de Deus

O amor é como um ribeiro. Alguns dias, flui com ímpeto, com abundância; outros dias, escorre apenas um fiozinho d’água e parece sumir entre as rochas. Mas há mais amor para vir da fonte, mesmo em época de seca, quando o amor deixa de fluir e parece nada mais que um leito de lama.

Lembremo-nos de como Jesus amou, perdoou e estendeu a mão para mostrar que Se preocupava com as pessoas. Quando temos em Jesus nossa fonte de amor, podemos reabastecer nosso ribeiro, dando à vida a dimensão extra que Ele concede. Jesus é uma autoridade em amor. Ele ama quando é difícil amar. Ele ama quando o amor é rejeitado. Ele ama quando o amor não faz muito sentido e quando os demais desistiriam. Jesus ama quando os outros são feios ou frios. Ele ama os indignos.

E quando sentimos que o amor está secando, temos que buscá-lO e tentar amar de novo.
— Autor desconhecido

*

Nada que você faça é capaz de fazer Deus amá-lo mais do que Ele ama neste momento nem mesmo a maior das realizações, a mais exuberante beleza, o mais glorioso reconhecimento ou os mais elevados níveis de espiritualidade e obediência. Nada que você faça pode diminuir de alguma forma o amor de Deus por você nem mesmo o pior pecado, o mais absoluto fracasso, a mais grave culpa ou o mais pungente remorso.
— John Ortberg (n. 1957)

*

Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus.
— Romanos 8:35,37–39

*

O amor de Deus é uma das grandes realidades do universo, um pilar que sustenta a esperança do mundo. Mas é também algo íntimo e pessoal. Deus não ama populações, ama indivíduos. Não ama as massas, ama cada um. Ele nos ama a todos com um amor profundo que não teve início e nunca terá fim.
— A. W. Tozer (1897–1963)

*

O amor de Deus reflete Seus absolutos eternos. O amor de Deus é eterno, tal como Ele o é. Mais durável que o tempo, mais amplo e mais profundo que as incalculáveis dimensões do cosmo. Como Ele nos diz: “Com amor eterno te amei; com benignidade te atraí.”1
— David Jeremiah (n. 1941)

1. Jeremias 31:3
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.