Meu tapete

Meu tapete

Já teve a sensação de ter tomado a estrada errada, ou que você não nasceu destinado ao sucesso? Houve uma época quando minha vida não parecia fazer nenhum sentido, como o emaranhado de fios no lado avesso de uma tapeçaria.

Um quadro grave de escoliose — um desvio lateral da espinha dorsal— me levou à depressão na infância e, na adolescência, potencializou as preocupações típicas com o futuro. Aos 15 anos, eu já usava drogas e chega a ser surpreendente que eu tenha sobrevivido àqueles anos de confusão e desalento. Eu não via Deus nem mesmo como uma opção remota.

Quando eu tinha pouco mais de 20 anos, trabalhei como enfermeira na ala de oncologia, mas não suportei ver tanto sofrimento todos os dias. A vida para mim era só desilusão e, sem saber o que fazer, decidi deixar a Alemanha, onde nascera, e viajar o mundo em busca da verdade. Na Índia, tentei em vão me tornar monja budista e vaguei pelas estradas poeirentas daquele país em busca de paz, felicidade e uma razão para viver.

Um dia, no norte da Índia, conheci um jovem missionário cristão. Dividi com ele meus questionamentos sobre a vida, para cada um dos quais ele me apresentou respostas no pequeno exemplar da Bíblia que trazia consigo. Sete horas depois, minhas perguntas se esgotaram e decidi pôr à prova o que ele chamava de “promessas da Bíblia”. Minha vida estava para guinar para melhor e, em breve, veria o lado direito da tapeçaria e as coisas começariam a fazer sentido.

Convidar Jesus para fazer parte de minha vida não provocou uma forte experiência emocional, mas, dias depois, algo maravilhoso aconteceu: as Palavras da Bíblia passaram a alimentar minha alma e a cada dia eu as compreendia melhor.

E lá se vão 40 anos. Desde então, como um fio dourado que perpassa todo o tapete da minha vida, a Palavra de Deus me conduziu a cruzar montanhas e vales; sob a luz do sol ou em meio a sombras; ladeando ribeiros refrescantes e nas travessias de desertos que pareciam sem fim. Independentemente do caminho ou do lugar, minha alma sempre vivenciou alegria, paz e crescimento espiritual.

Iris Richard

Iris Richard

Iris Richard é mãe de sete e avó de seis. Há 25 anos, ela e o marido se dedicam ao trabalho missionário e humanitário no Quênia, onde é enfermeira e conselheira. 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.