Quando conheci meu melhor amigo

Quando conheci meu melhor amigo

Eu tinha 21 anos quando li a Bíblia pela primeira vez. Alguém havia sugerido que eu começasse pelo Evangelho segundo João, mas como eu quase nada sabia da Bíblia, não entendia que os Evangelhos eram quatro relatos separados da vida e obra de Jesus. Por isso, iniciei a leitura do Novo Testamento a partir do ponto que me pareceu o mais lógico: o início, o Evangelho segundo Mateus.

Quando cheguei ao que João escrevera, já estava fascinado com Jesus. Ele tinha a resposta perfeita para toda pergunta que Lhe apresentavam e sempre sabia exatamente o que fazer. Mas o mais importante para mim foi que Ele parecia me entender e saber perfeitamente do que eu precisava. Suas palavras eram poderosas e vivas. Ele estava vivo! O que dissera fazia dois mil anos continuava atual e me tocou de uma forma até então inédita para mim. Quando li João 15:15 tive a sensação de que Ele estava falando diretamente comigo: “Tenho-vos chamado amigos, pois tudo o que ouvi de Meu Pai vos tenho dado a conhecer.” Jesus me chamou de amigo! Fiquei tão emocionado que não consegui ficar sentado. Queria era contar aquilo para todo o mundo.

Eu havia orado para recebê-lO como Salvador fazia alguns meses, mas nada havia mudado muito até que comecei a ler Suas palavras com um coração sincero e receptivo. Eram poderosas, vivas e, o melhor de tudo, pessoais. E isso ainda ficou melhor, quando, tempos depois, descobri que Jesus ainda fala direta e pessoalmente com Seus seguidores hoje, oferecendo soluções sob medida para nossas vidas e situações.

* * *

Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. — João 3:16

Se você ainda não recebeu a dádiva da vida eterna que Jesus concede, para assim começar uma relação pessoal com Ele, faça isso agora, por meio desta oração:

Obrigado, Jesus, por ter dado a vida por mim. Por favor, entre em meu coração, perdoe-me pelas coisas erradas que fiz, encha-me com Seu espírito, e me conceda a dádiva da vida eterna. Amém.

Keith Phillips

Keith Phillips

Keith Philips foi editor-chefe da revista Activated (versão em inglês da Contato) por 14 anos, de 1999 a 2013. Ele e sua esposa, Caryn, trabalham atualmente com pessoas sem-teto nos EUA.

Mais nesta categoria « Uma história de amor
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.