Ano Novo, alma nova

Ano Novo, alma nova

G. K. Chesterton certa vez disse: “O objetivo do Ano Novo não é celebrarmos o início de mais uma etapa do calendário, mas nos proporcionar a oportunidade de uma nova alma, um novo nariz, novos pés, uma nova coluna, novos ouvidos e novos olhos.”1

Mas como renovar a alma? Algumas pessoas acham respostas na terapia, em coaching ou no mais recente livro de autoajuda. Vi vários amigos fazerem essa peregrinação, a qual traz alternativas úteis, mas prefiro algo mais efetivo e mais simples: Deus. Afinal, “está na Sua mão a alma de tudo o que vive, e o espírito de todo o gênero humano”2. Ele “refrigera minha alma”.3

Não é possível nos tornarmos outra pessoa fisicamente, mas podemos ter uma nova disposição, uma nova consciência e um novo olhar para a vida.

Em tempos passados, minhas resoluções diziam respeito a áreas específicas da minha vida, buscando substituir hábitos antigos por novos e isso me trouxe algum sucesso.

Este ano, pedi a Deus que me renovasse com Seu Espírito, com Seu amor, desse-me um novo entendimento e perspectivas para eu caminhar rumo ao desconhecido.

Apesar de o início do novo ano costumar ter um sabor de expectativas e aventura, em muitos casos, pairam algumas dúvidas: Atingirei minhas metas? Terei boa saúde nos próximos meses e anos? Terei estabilidade econômica?

O Ano Novo é o momento perfeito para entregar essas preocupações, desejos e expectativas nas mãos de Deus, deixando de lado nossos temores e inquietações. Quero começar este novo ano com uma nova alma e uma fé renovada. Vou deixar minha vida e a de meus amados nas mãos de Deus, pedindo-Lhe para me guiar e guardar os meus passos.

*

Minha simples oração

Para este ano que começa,
Não peço nenhuma recompensa
Na forma de bens ou riqueza
Ou até que aumente minha beleza
Nada disso dura, com certeza

Guarda-me de egoísta ser
Ajuda-me a não desobedecer
À tua verdade eterna
Que me ensinaste com ternura paterna
Fica comigo, aplaca minha angústia

Quero ao Teu lado caminhar
Mais junto de Ti ficar
Guia-me nos caminhos do amor
Ajuda-me a não causar outra dor
Mesmo se à guisa de humor.

Sê minha luz e meu deleite
Mesmo que o mal me espreite
Que eu viva para interceder
Pelos que estão a carecer
Do amor que tens a oferecer

As verdadeiras riquezas assim encontrarei
E mais amoroso torna-me-ei
E assim encontrarei a felicidade
E meus dias, a benignidade
Em um ano de prosperidade
Gabriel García Valdivieso

1. A Chesterton calendar, 1976
2. Jó 12:10
3. Salmo 23:3

Gabriel García Valdivieso

Gabriel García Valdivieso

Gabriel García Valdivieso (publica também como Gabriel Sarmiento) é o editor da Conéctate, a versão em espanhol da Contato. É tradutor, intérprete, poeta e escritor. Já viveu em três continentes fazendo trabalho missionário com a Família Internacional. 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.