Dia das Mães

Mamãe motoqueira

Algumas das minhas primeiras memórias são de andar na garupa de uma motocicleta conduzida por minha mãe. E não era para uma voltinha no quarteirão. Éramos missionários e vivíamos em países em que esse era o meio de transporte mais prático ou que cabia no nosso orçamento. Cresci em Hong Kong, Tailândia, Indonésia, Filipinas, Malásia, Macau e Singapura.

Mas essa não era a única característica pouco comum ou extraordinária de minha mãe. Ela sempre fez questão que aprendêssemos e participássemos da cultura local onde quer que estivéssemos vivendo e adorava se comunicar com as pessoas no idioma delas. Era especialista em organizar passeios divertidos e educativos para nós, crianças, e nos incentivava a experimentar todos os pratos, esportes e maneiras de fazer as coisas típicos dos países onde nos encontrávamos.

Obrigado, Mãe!

Ao selecionar as citações para a seção Essa Maravilha Chamada Mãe, encontrei um pensamento de Pam Brown que na hora vi ser perfeito para este editorial: “Um filho só entende quanto sua mãe o ama, quando, ao vasculhar o sótão, encontra cada carta que já lhe enviou, cada pintura a dedo, potinho de argila, colar de contas, desenho de Páscoa, carta para Papai Noel, cartão do Dia das Mães e boletim escolar que ela vem colecionando ao longo de toda a vida do filho.

O irrestrito amor de mãe

Aquele dia de junho estava para lá de quente e úmido na costa atlântica americana. O verão nos envolvera em seus braços pegajosos e as crianças da Escola Municipal de Calvert decidiram que a atividade mais apropriada para o dia seria se refrescar com a água que jorrava dos aspersores no gramado.

A beleza da maternidade

Para as crianças, não existe no mundo ninguém mais bonito que suas mães. Os filhos mais jovens, além de não pensarem nas mães em termos de moda, bom gosto para jóias, penteados perfeitos e unhas bem feitas, não enxergam estrias nem cabelos grisalhos. Suas mentes ignoram esses fatores que costumam distorcer a percepção e os conceitos que adultos têm de beleza e, portanto, os pequenos sabem melhor que ninguém o que faz uma mulher verdadeiramente bonita.

Essa maravilha chamada mãe

Mãe é alguém que, ao contar quatro pedaços de torta e cinco pessoas, anuncia, sem pestanejar, jamais haver gostado de torta.
— Tenneva Jordan

*

O melhor remédio do mundo é o beijo de mãe.
— Autor anônimo

Presentes para a vida inteira

Os maiores presentes que minha mãe me deu foram coragem e fé.

Alguns pais ensinam aos seus filhos coragem, determinação e muitas outras virtudes lendo para eles sobre os grandes atos dos grandes homens e mulheres do passado, na esperança que isso motive as crianças a encontrar esses valores por elas mesmas.

Não foi o que minha mãe fez.

Entrevista com minha mãe

As mães são doadoras generosas. Suas vidas são dádivas de amor para suas famílias. Crescemos, viajamos e nos afastamos de nossas origens, mas aí algo vem e mexe nos nossos corações que, como uma bússola, nos guiam de volta para casa, onde redescobrirmos quem somos e de onde viemos.

Alguns meses antes de minha mãe falecer, sentei-me com ela e lhe fiz algumas perguntas sobre a vida. Se você nunca fez isso, aqui vai uma sugestão: faça. Com toda certeza, vai ajudá-lo a valorizar sua mãe ainda mais.

Obrigado, Mães!

O amor de mãe é um dos melhores exemplos do Meu amor pelos Meus filhos, porque a mãe que conhece a Deus ama incondicionalmente e todo o tempo, apesar das circunstâncias. É um amor especial que coloquei no coração de cada uma porque sabia que pelo amor que as mães têm pelos filhos, todos poderiam entender melhor o Meu amor.

Copyright 2020 © Activated. All rights reserved.