A beleza da maternidade

A beleza da maternidade

Para as crianças, não existe no mundo ninguém mais bonito que suas mães. Os filhos mais jovens, além de não pensarem nas mães em termos de moda, bom gosto para jóias, penteados perfeitos e unhas bem feitas, não enxergam estrias nem cabelos grisalhos. Suas mentes ignoram esses fatores que costumam distorcer a percepção e os conceitos que adultos têm de beleza e, portanto, os pequenos sabem melhor que ninguém o que faz uma mulher verdadeiramente bonita.

Onde as crianças vêem a beleza? — Nos olhos que transbordam de orgulho pelas suas realizações, nos lábios sempre prontos para incentivar e orientar, nos beijos que tornam os arranhões toleráveis, na voz aveludada que lhes devolve o sono depois de um sonho ruim e no amor envolvente de um abraço caloroso.

De onde vem essa beleza? Maternidade gera abnegação, que, por sua vez, resulta em humildade, da qual nasce a graça, de onde brota a verdadeira beleza. A mãe encarna a vida, o amor e a pureza ao se doar aos filhos, e assim materializa o amor de Deus para eles. É por isso que acredito que nada embeleza uma mulher tanto quanto a maternidade.

* * *

Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubis. A força e a dignidade são os seus vestidos; ri-se do dia futuro. Abre a boca com sabedoria, e a instrução fiel está na sua língua. Levantam-se os seus filhos, e lhe chamam bem-aventurada; o seu marido também, e a louva. Enganosa é a graça e passageira a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada. — Provérbios 31:10,25-26,28,30

* * *

A mão que embala o berço, governa o mundo

Como é importante o trabalho das mães! As mães da próxima geração moldam o futuro. A maternidade é praticamente a carreira mais importante no mundo. Apesar de que cuidar de um bebê pode não parecer algo tão grandioso, não pode ser minimizado. Quem pode prever o impacto que uma criança pode vir a ter na vida de muitos?

Para ser mãe, é preciso a força de Sansão, a sabedoria de Salomão, a paciência de Jó, a fé de Abraão, a perspicácia de Daniel, a coragem e habilidade administrativa do rei Davi e, com toda certeza, o amor de Deus. Que trabalho!

O que torna a mãe maravilhosa é o seu espírito abnegado que a faz disposta a sacrificar seu tempo, sua energia e, se necessário, até a saúde por amor do filho. Qualquer mulher pode ter um filho, mas é preciso ser mãe de verdade para “instruir o menino no caminho em que deve andar” (Provérbios 22:6).

— David Brandt Berg

Tagged sob
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.