Natal

A maior de todas as provas

Já é Natal de novo! Os dias, as semanas e os meses passam voando e aqui estou, surpresa e resignada que já estamos no fim do ano. Não que eu não goste do Natal! Adoro as canções dessa época, a alegria contagiante e desejar a amigos e estranhos coisas boas.

O Príncipe da Paz

Às vezes, parece que o mundo está ficando cada vez mais escuro e mais frio. Conforme se põe o sol da humanidade, dando lugar à escuridão da ignorância, da intolerância e do egoísmo, cresce a busca por algum raio de esperança.

Essa esperança existe e está aqui.

Noites de paz

Exausta. Essa era minha palavra para dezembro. Sim. Sei que não expressa a verdadeira maravilha da época. Mas é que os dias são trabalhosos e longos nesta fase do ano. Eu desejava que o ano não passasse tão rápido, deixando-me sem gás para a reta final.

Prequela de Natal

O Evangelho segundo João não conta o nascimento de Jesus, mas nos deixou a prequela — a história que precede as narrativas da natividade propriamente dita. Em seu relato, o evangelista nos leva para o início, anterior à existência do mundo, faz revelações sobre nosso Salvador e nos conta verdades muito mais antigas que o nascimento do Cristo, em Belém, há dois milênios. Entender essa parte da história aperfeiçoa a percepção de quem Jesus era, do motivo de Sua vinda e do que realizou.

A luz eterna

Eu tinha seis anos quando, na época de Natal, a professora ensinou para a turma um poema intitulado “Onde Jesus Nasceu”, contando a história de três meninos que foram visitar Jesus: um era cego; o outro, mudo; e o terceiro, coxo. Apesar de suas dificuldades, ajudaram-se mutuamente até chegarem à manjedoura onde Jesus Se encontrava. Então, Deus concedeu a cada garoto um presente de Natal especial: cura.

Natal: emoção ou pressão?

Faz alguns anos, eu estava à entrada de uma loja de departamentos no Natal admirando o lindo presépio montado na vitrine, quando de repente aproximou-se apressada uma senhora e sua filhinha. Ao ver a linda cena representando o estábulo em Belém, a criança exclamou: “Mamãe, vamos parar um minuto para olhar para Jesus!” Mas a mãe, aparentemente estressada, respondeu que não tinham tempo, pois ainda não haviam comprado nem metade dos presentes. E lá se foi, arrastando pela mão a criança desapontada.

Época de amar

O Natal é considerado uma “época de alegria”, “época de regozijo”. Mas, já lhe aconteceu de ser acometido por um sentimento totalmente contrário a alegria e regozijo?

Um Salvador multifacetado

Tenho pensado como tradições de Natal variam não só de país para país, mas de uma família para outra.

<Page 4 of 11>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.