Páscoa

“Quem quer o filho?”

Faz pouco tempo, reli a comovente história de um homem muito rico, cuja paixão era colecionar obras de arte, e seu filho. O autor da história é desconhecido e ela é citada em vários sermões e livros. É assim:

Tradições da Páscoa

A Páscoa é uma das mais importantes celebrações cristãs, comemorando a ressurreição de Jesus, três dias após Sua crucificação. Algumas tradições relacionadas a essa data em vários países podem ter se originado em outras fés ou costumes, mas continuam imbuídas de significados com os quais podemos nos identificar.

A alegria da Páscoa

No último Domingo de Páscoa, assei um bolo de limão para um pequeno grupo de amigos e lemos juntos a história da Páscoa. Cada um acompanhava a leitura em seus exemplares da Bíblia e discutíamos os pontos interessantes conforme surgiam. Ao fim da leitura, demos as mãos e oramos por cura e perdão para nós mesmos, por nossos familiares e pelos amigos que não puderam estar conosco naquele dia.

A dádiva de Deus para mim

Sempre gostei muito da Páscoa. O Natal é uma celebração de alegria e de euforia da qual todo mundo pode participar —inclusive os não cristãos—, mas sinto que a Páscoa celebra o que Jesus fez pelos indivíduos.

A paixão do cristão

Cada ano, quando chega a Páscoa, sinto-me pequeno ao pensar no que Jesus passou por nós. Todo sofrimento, angústia e dor que sofreu nas horas que antecederam à Sua cruel execução. Sem falar na tortura mental de saber tudo que estava para Lhe acontecer. Sim, Ele sabia o propósito de tudo aquilo, mas isso não tornava toda a dor menos terrível. Na verdade, Ele chegou a pedir uma exceção, quando estava na cruz.1

E se…

“Sei que ninguém fez mais pela humanidade que Jesus”. Inúmeros cristãos e não cristãos em todo mundo concordam com essa frase, atribuída a Mahatma Gandhi (1869–1948). Já alguma vez lhe ocorreu que o mundo não teria mudado para melhor se os discípulos de Jesus não tivessem contado aos demais as coisas que viram, ouviram e aprenderam com Ele? O movimento teria morrido ali.

Outra dimensão da Páscoa

Certa noite, eu estava pensando na Páscoa quando algo me ocorreu: “Ele não deixou minha alma no Inferno.” Não tinha certeza se era uma passagem bíblica nem se o autor se referia a Jesus.

Eu gostaria de poder dizer que folheei minha bíblia e logo encontrei o versículo, mas não foi assim. Peguei o meu smartphone e procurei no Google. Sim, está na Bíblia, no Salmo 16: “Não deixarás a minha alma na morte.”1

A provação do coração

Entendo as provações pelas quais as pessoas passam em seus íntimos, os desesperos e as angústias que sentem. Compreendo a renúncia, pois primeiro tive de renunciar Meu Pai para ir para a Terra. E depois tive de deixar na Terra os que tanto amava, para regressar para Ele.

<Page 1 of 4>
Copyright 2020 © Activated. All rights reserved.