Um mundo inteiramente novo

Um mundo inteiramente novo

Cerca de 8% da população mundial masculina e menos de 1% da feminina sofre de algum grau de daltonismo. É um distúrbio que varia da ligeira incapacidade de perceber a cor e obter uma acuidade visual satisfatória, à acromatopsia, ou daltonismo total, a inabilidade de distinguir cores. Isso significa que alguns não conseguem desfrutar do espectro total das lindas cores que Deus salpicou na natureza.

Recentemente, porém, muitas dessas pessoas conseguiram ver as cores pela primeira vez, com o auxílio de um novo tipo de óculos desenvolvido pela empresa EnChroma. O dispositivo utiliza tecnologia de ponta que filtra as ondas de luz no exato momento em que ocorre a sobreposição ou a sensibilidade às cores, permitindo que o indivíduo veja as cores com maior precisão ou, em alguns casos, pela primeira vez. Para alguns usuários a distinção não é tão expressiva, para outros, porém, resulta em uma melhora impressionante na visualização das cores

Recentemente assisti a uma série de vídeos sobre daltônicos que receberam esses óculos fascinantes. Na maioria dos casos, foram dados de presente por familiares ou amigos em um ambiente cheio de balões e flores de cores vibrantes. Muitos ficaram tão emocionados que começaram a chorar ao distinguirem as cores pela primeira vez; outros apontavam extasiados para diferentes objetos perguntando, surpresos: “Aquilo é roxo?” “Aquilo é alaranjado?” Outros tomados pela emoção, simplesmente se sentaram.

Observar essas reações fez-me lembrar do versículo em 1 Coríntios 2:9: “Olho não viu nem ouvido ouviu, e nem entrou no coração do homem as coisas que Deus preparou para aqueles que o amam.”1

Vivemos em um mundo exuberante e nossos espíritos habitam corpos igualmente exuberantes por meio do qual podemos vivenciar muitas coisas fabulosas. Mas essas experiências não são perfeitas. Infelizmente, no momento, somos como os daltônicos, limitados na nossa capacidade de vivenciar ao máximo a criação de Deus e as belezas da natureza.

Faça uma caminhada em um lindo bosque e terá de lidar com insetos ou tempo ruim. Você gosta de neve? Cuidado para não congelar uma das extremidades do seu corpo. Adora comida? Não exagere nem coma algo que lhe dê alergia ou cause intoxicação. E nossos corpos não são perfeitos. Ficamos cansados, doentes, e alguns de nós sofremos com problemas crônicos e debilitantes. Parece que todas as coisas boas e lindas da vida vêm acompanhadas de algum tipo de obstáculo.

Mas tudo isso vai mudar quando chegarmos ao Céu! Tudo que nos impede de desfrutar das coisas belas e da natureza será completamente removido.2 Nesse dia, como os usuários dos óculos EnChroma, seremos dominados pela emoção das belezas que contemplaremos.

Aqueles que já tiveram experiências de quase morte dizem que visitaram um local de beleza inexprimível que, embora muito parecido com o nosso mundo, é muito mais lindo. Relatam que o colorido das flores e das árvores é muito mais intenso; alguns dizem terem visto cores e ouvido sons inéditos. Segundo relatos, a música e os sons são de qualidade superior, muito mais belos e harmônicos do que qualquer outra coisa que conhecemos aqui.

C. S. Lewis, no seu famoso livro Cristianismo Puro e Simples, diz que os prazeres desfrutados na Terra são meras cópias, ecos e miragens das realidades no Céu.

Se tenho um desejo que nenhuma experiência neste mundo pode satisfazer, a explicação mais provável é que fui criado para viver em outro mundo. O fato de nenhum dos prazeres terrenos satisfazer esse desejo não é comprovação de que o universo seja uma fraude. Provavelmente, os desejos do mundo nunca existiram para nos satisfazer, mas para aguçar nossos sentidos em relação ao que é real. Nesse caso, devo me precaver para jamais desprezar ou desconsiderar as bênçãos terrenas sem confundi-las com aquilo que realmente representam, copiam ou evocam. Devo manter vivo o desejo pela minha verdadeira pátria, para onde só irei após a morte; não posso deixá-lo sucumbir a nada ou ser rechaçado, mas torná-lo o objeto principal da vida que almejo naquele outro mundo, e ajudar outros a fazerem o mesmo.3

Todo aquele que crê e é salvo, um dia será lançado desta vida onde, no momento, “vemos por espelho em enigma”4 para o reino celestial, onde “estaremos face a face com Deus”, finalmente capazes de vivenciar a Sua criação ao máximo, em toda sua magnificência e glória. Nós, como aqueles que usam os óculos EnChroma pela primeira vez, seremos dominados pela euforia e emoção do momento.

1. 1 Coríntios 2:9 NTLH
2. Ver Apocalipse 22:3.
3. C. S. Lewis (1898–1963), Cristianismo Puro e Simples (Editora Thomas Nelson Brasil, 2017)
4. 1 Coríntios 13:12 NTLH

George Sosich

George Sosich é missionário cristão, músico e escritor. Vive no Japão.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.