A natureza e o meio ambiente

Pensar verde

A Bíblia nos diz que, ao terminar de criar os Céus e a Terra, “viu Deus tudo o que tinha feito, e que era muito bom”.1 Então, incumbiu à humanidade o cuidado pela Sua criação e gestão dos seus recursos, não como proprietários, mas como administradores. “O Senhor Deus tomou o homem, e o pôs no Jardim do Éden para o lavrar e o guardar.”2

Tenho certeza que, ao olhar para Sua criação hoje, Deus sinta muito menos prazer do que sentia lá no início. Boa parte do mundo ainda é bela e funciona como Ele tencionou, mas há lugares muito deteriorados. As forças naturais têm sido rigorosas, mas nós, humanos, temos parte da culpa. Muitos ecossistemas apresentam desgastes, espécies animais e vegetais correm risco de extinção e os recursos estão se esgotando, em grande parte, por conta do mal desempenho da humanidade na realização da tarefa de zelar pelo planeta que nos foi confiado.

Comece cedo

Meu filho, Anthony, é um menino inteligente e ativo e, aos três anos de idade, simplesmente adora aprender. Faz pouco tempo, só queria conversar sobre relâmpagos. Parecia que jamais se cansava de falar de tempestades, de como os prédios às vezes pegam fogo quanto atingidos por um raio e tudo mais. Quando começou a montar esses cenários usando os bonequinhos do Playmobile e as peças do Lego, procurei orientar seus pensamentos e energia para um lado mais positivo, ensinando-lhe sobre como Benjamin Franklin havia inventado o para-raios para evitar essas catástrofes.

Um homem fez a diferença

A sustentabilidade ambiental se tornou uma grande preocupação para quase todas as nações, e os debates sobre como melhor alcançar esse objetivo são contínuos e acirrados. Perplexa frente à complexidade da questão, a maioria busca soluções nas opiniões de cientistas ou de outros com conhecimento no assunto e recursos.

Abdul Kareem não esperou pelos demais. Sua casa, no sul da Índia, é cercada por hectares de floresta nativa com abundante vida silvestre. Naquela parte do mundo a água costuma ser escassa, mas não nas terras de Kareem nem nas vilas ao redor. Mas isso nem sempre foi assim. Há 25 anos, a região não passava de um ajuntamento de morros secos, pedregosos e sem vida.

Mentalidade amiga da natureza

Meus pais me ensinaram bons hábitos tais como economizar eletricidade e água, não desperdiçar alimentos e encontrar usos alternativos para as coisas que não mais serviam ao seu propósito original. Nossa família não tinha muito dinheiro, de forma que cuidar bem das coisas era uma escolha lógica e prática. Nunca me ocorreu relacionar esses costumes com o ambientalismo.

Oração pelo bem ambiental comum

Ao respirar o ar que nos sustém,
Lembramos do Seu amor, Deus,
Que nos dá a vida.

Enche-nos com Sua compaixão pela Criação.
Remove de nós a apatia, o egoísmo e o temor
Afasta o pessimismo e a hesitação.

Alguém maior do que eu

Ainda me lembro de quando aprendi o que podem fazer alguns minutos em meio à criação de Deus. Eu cursava o Ensino Fundamental e estava procurando feito louca um livro que precisaria para a aula do dia seguinte. Quanto mais buscava, mais confusa e irritada ficava. Já não aguentava mais quando minha mãe entrou no quarto e, vendo meu estado, sugeriu que eu desse uma volta lá fora para tomar um pouco de ar e sol. “Quem sabe renova sua energia e refresca seus pensamentos?”

A vista da minha janela

Cada mês, a cada estação, a vista da minha janela muda constantemente.

No Hemisfério Norte, em janeiro, as árvores perdem as folhas e a grama fica murcha, áspera e marrom.

Em março, surgem sinais de nova vida. Rebentos aparecem nos ramos, as flores lutam para brotar no solo encharcado, onde ainda se veem restos das geadas das primeiras horas da manhã. Os pássaros voltam e põem-se a trabalhar na busca por alimentos e na construção de seus ninhos. As encostas dos morros distantes ganham um tom verde pálido, pintado pela grama que nasce dos restos marrons da relva do ano anterior.

Terráqueos responsáveis

A questão da mudança climática é polêmica, mas impossível de ser ignorada. Podemos discutir as causas e culpados indefinidamente, mas o fato é que o planeta é nosso lar coletivo e cada um de nós é, em parte, responsável por ele.

<Page 2 of 2>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.