Alguém maior do que eu

Alguém maior do que eu

Ainda me lembro de quando aprendi o que podem fazer alguns minutos em meio à criação de Deus. Eu cursava o Ensino Fundamental e estava procurando feito louca um livro que precisaria para a aula do dia seguinte. Quanto mais buscava, mais confusa e irritada ficava. Já não aguentava mais quando minha mãe entrou no quarto e, vendo meu estado, sugeriu que eu desse uma volta lá fora para tomar um pouco de ar e sol. “Quem sabe renova sua energia e refresca seus pensamentos?”

Aos nove anos, esse conselho não fez nenhum sentido para mim. Contudo, decidi tentar mesmo assim. Saí correndo pelo caminho que cruzava nosso jardim, inspirei profundamente o fresco ar da primavera e me banhei ao sol morno da estação. Detive-me para apreciar a fragrância das novas flores, sentei-me à beira do lago cercado de lírios, e observei o peixe-dourado nadar apressado de um lado para o outro, enquanto a água fazia cócegas nos meus pés. Ao voltar para dentro de casa, lembrei que havia deixado o livro entre as almofadas no sofá da sala, onde assistira à televisão na noite anterior. Sentia-me aliviada e renovada. Minha mãe tinha razão.

Em minha vida, diversas vezes apliquei essa lição da infância. Quando me sinto abatida pelos desafios da vida, quando a carga de trabalho parece demais e a pressão esmagadora, paro para apreciar a natureza. Sejam alguns vasos com plantas no parapeito da janela ou a vista de tirar o fôlego que posso ter do alto de uma montanha, existe algo na maravilhosa obra de Deus que renova minha mente e revigora meu espírito.

É maravilhosamente tranquilizador lembrar que, como tudo que Suas mãos criaram, minha vida está sob os cuidados de alguém maior do que eu.

* * *

Deus é o artista supremo. Observou Sua criação conforme a formou e viu que era boa. Ao terminar, concluiu que era “muito boa”. O Grande Artista estava evidentemente muito satisfeito com o Seu mundo, repleto de objetos, formas e movimentos maravilhosos. Um mundo abundante em cores, como as que vemos no arco-íris, na rosa; na variedade de texturas como as encontradas na pele do castor e nas folhas de magnólia. Um mundo repleto de inebriantes fragrâncias como as que exalam o marmelo e a madressilva, envolvido em grande riqueza de sons como o estampido dos trovões e o burburinho dos igarapés e cheio de sabores provocantes, como o das melancias e do chocolate. —Clyde S. Kilby

Eldora Sichrovsky

Eldora Sichrovsky está envolvida em trabalhos missionários voluntários e vive com sua família em Taiwan.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.