Árvores

Árvores

Enquanto da minha janela contemplava uma árvore, pensei na beleza e perfeição que nela se vê, produzindo exatamente o que Deus determinou que produzisse, frutífera e florescente, forte e bela. Uma árvore é um símbolo da perfeição da criação de Deus. Mesmo se for atingida por um raio, derrubada por uma tempestade ou cortada, sua raiz dará origem a novos rebentos, à nova vida. Não é lindo?

Já notou que uma árvore é cheia de sorrisos? Cada bifurcação dos galhos tem a forma de um sorriso, de uma boca com os cantos apontando para cima. Há quem pense que é apenas um emaranhado de galhos, mas não é. Cada um foi projetado perfeitamente e cresce no lugar certo, na direção certa, com o peso e comprimento certos, em todos os lados, para que a árvore não tombe. Impressiona ver as toneladas que soma sua copa, equilibradas sobre o tronco. É como uma bailarina nas pontas dos pés.

Acho que o mundo não poderia existir sem as árvores, sem o alimento e abrigo que elas proveem. Muitas espécies de arbustos não podem crescer sem a sombra das árvores. Elas garantem o habitat para muitos animais e impedem que o solo seja levado pelas águas, como aconteceu em áreas vítimas de desmatamento intenso, que se tornaram desérticas. As árvores são uma necessidade absoluta para homens e animais.

Deus é como a terra na qual crescemos e da qual dependemos. Cresçamos como árvores, firmemente enraizados nEle, alimentados pela Sua Palavra, crescendo fortes e frutíferos, uma bênção para os que nos cercam.

* * *

Parece-me que nunca ninguém há de
Ver poema tão belo como uma árvore.

Árvore que sua boca não desferra.
Do seio doce e liberal da terra.

Árvore, sempre de Deus a ver imagem
E erguendo em reza os braços de folhagem;

Árvore que pode usar, como capelo,
Ninhos de papo-ruivo no cabelo;

Em cujo peito a neve esteve assente;
Que vive com a chuva intimamente.

Os tontos, como eu, fazem poesia;
Uma árvore, só Deus é que a faria.

—Joyce Kilmer (1886-1918)

Nota: Pelo link abaixo, você encontrará árvores impressionantes assim como as histórias a elas relacionadas: 

http://listverse.com/2011/07/30/10-magnificent-living-trees.

David Brandt Berg

David Brandt Berg (1919-1994) era filho da conhecida evangelista americana, Virginia Brandt Berg. Em 1968, juntamente com sua esposa e filhos adolescentes, iniciou um trabalho voltado para os jovens da contracultura em Huntington Beach, na Califórnia, o qual se expandiu, tornando-se o movimento missionário cristão internacional conhecido hoje como A Família Internacional (AFI). (Os textos escritos por David Brandt Berg usados na Contato são adaptações.)

Mais nesta categoria « Uma fé natural Comece cedo »
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.