Deus e eu

Deus e eu

Recentemente, eu estava refletindo sobre como minha perspectiva em relação aos milagres evoluiu ao longo da vida. Desde criança, comparava-me com pessoas que tinham presenciado curas, ressurreições e outros milagres dramáticos, achando que eram experiências que me faltavam.

Até que que encontrei uma definição de milagre que mudou esse entendimento: “Evento contrário às leis da natureza estabelecidas atribuído a uma causa sobrenatural.”1 Isso me levou a refletir mais extensamente no meu passado e nos vários acontecimentos que se encaixavam nessa definição, desde muito cedo na minha vida.

Nasci dois meses antes da data prevista, com apenas um quilo e trezentos gramas, enquanto um furacão devastava minha cidade natal. Como o fornecimento de energia elétrica estava sofrendo interrupções frequentes, fui transferido para a unidade de tratamento intensivo — a única área do hospital em que a rede elétrica funcionava adequadamente. Quando foi informado de que eu provavelmente não sobreviveria à noite, meu pai buscou a Deus pela minha vida e, enquanto orava, lembrou-se do ditado “O pouco com Deus é muito”. Apesar de eu ser muito “pouco” e ter ficado na incubadora por um mês, durante o qual recebi oxigênio em excesso— o que provavelmente causou minha cegueira — sobrevivi e continuo vivo e bem até hoje.

Ainda que isso nunca tenha aparecido nas notícias nem atraia tanta atenção como curas fantásticas ou ressurreições dramáticas, é, sem dúvida, uma manifestação do amor, desvelo e onipotência de um Deus verdadeiramente maravilhoso

Ele certamente pode operar milagres impressionantes que nos deixam boquiabertos e espantados. A Bíblia e a história cristã estão cheias de relatos maravilhosos assim. Aprendi, contudo, que, quando reconhecemos e valorizamos as formas aparentemente pequenas — embora óbvias — pelas quais Deus Se manifesta para nós, Ele aumentará muitas vezes as expressões visíveis de Seu poder para ser ainda mais glorificado.

Você tem dificuldade de identificar a mão de Deus em sua vida? Dê uma volta na estrada das lembranças e deixe Ele refrescar sua memória e lhe mostrar que nunca o deixou nem o abandonou. Isso encorajará sua fé de que Ele não o abandonará ou desamparará hoje nem no futuro.

1. www.thefreedictionary.com/miracle

Steve Hearts

Cego de nascença, Steve Hearts é escritor, músico e membro da Família Internacional na América no Norte. 

Mais nesta categoria « A avalanche!
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.