Gratidão

Eu sou a ação de graças

Um pensamento pelo menos estranho me ocorreu na véspera do Dia Ação de Graças. Do nada, pensei. “Eu sou a Ação de Graças”. Acho que o feriado de Ação de Graças fantástico! Como não gostar de um dia que gira em torno de um momento glorioso na história, gratidão, família e boa comida? Também adoro o Natal, mas nunca diria “Eu sou o Natal.”

Saí para correr na manhã do feriado e, em meio ao dourado e vermelho das folhas de outono que adornam as árvores nesta parte do mundo, fiquei pensando nos eventos daquele ano. Faltava pouco para acabar e, apesar de não ter sido um mar de rosas, fora um ano bom para mim, inclusive quando tive de lidar com dificuldades. A maioria das fontes de preocupação havia sido resolvida ou estava no processo. A resposta para um importante dilema pessoal com o qual eu vinha lidando fazia algum tempo surgira de forma surpreendente fazia uns dois dias. E a surpresa foi que eu não tinha visto algo tão simples e lindo antes. Isso me deixou muito feliz, grata e, com prazer, contei para minha família e amigos sobre a vitória.

Pensamentos sobre gratidão

A celebração do Dia de Ação de Graças é uma tradição principalmente norte-americana que ocorre em outubro no Canadá e em novembro nos Estados Unidos. Acho que seria melhor se todo o mundo designasse um dia para reflexão e para agradecer a Deus pela Sua bondade. Nosso Criador concedeu tantas dádivas para a humanidade. Deu-nos a vida e um mundo maravilhoso para desfrutá-la, repleto de infindáveis variedades de belezas e experiências. Como ensina a Bíblia, tudo que Deus criou tem seu próprio tempo e propósito.1

Concede-nos o amor de familiares e amigos, e toda alegria para vivenciarmos. Não apenas nos deu a dádiva da vida que hoje conhecemos, mas prometeu que nossas almas viverão além da existência terrena. Oferece-nos um futuro na eternidade por meio de Seu filho, Jesus Cristo.

E se?

Kika tinha olhos azuis e um sorriso capaz de amolecer qualquer coração de pedra.  Gostava de gatinhos de pelúcia, sorvete e de fazer bolas de chiclete. Estava aprendendo o abecedário e a fazer a contagem regressiva a partir do dez. Contudo, em seis anos de vida, jamais dera um único passo.

Nascera com espinha bífida, uma condição rara que a mantinha paralítica da cintura para baixo. Ela percorria a casa em uma pequena cadeira de rodas e, sob a escada havia outra, um pouco maior, para quando a criança crescesse.

Parabéns!

Perguntaram ao menino de quatro anos o significado de louvar Deus. “É quando dizemos para Ele: ‘Parabéns! Você fez um bom trabalho!’” —respondeu na ponta da língua. Pode parecer engraçado, mas não é para elogiarmos Deus pelo Seu bom trabalho que a Bíblia nos diz repetidas vezes para louvá-lO? E as congratulações são merecidas, pois com certeza Deus se saiu muito bem quando nos criou e o infinitamente complexo Universo, o qual, a cada momento, mantém em equilíbrio com incomparável maestria.

Que os elogios e palavras de gratidão sejam justificáveis não há dúvida, mas, às vezes, pergunto-me o que Ele ganha com isso. Com certeza, o reconhecimento faz bem para os humanos. Crescemos com ele. Mas e Deus? Será que precisa dessas coisas? Todo-poderoso e onisciente, sabe que é o máximo. Por que iria querer ouvir isso de nós?

Louvor da criação

1  Louvai ao Senhor.
Louvai ao Senhor desde os céus,
louvai-o nas alturas.

2  Louvai-o, todos os seus anjos;
louvai-o, todos os seus exércitos celestiais.

Contentamento

“Tendo, porém, sustento (comida) e com que nos cobrirmos (roupa), estejamos com isso contentes.”1 Essas palavras passaram pela minha cabeça enquanto eu lavava a louça do café da manhã. Será que isso é realmente possível? Eu não tinha tanta certeza de que ter comida e roupas seria o bastante para me satisfazer. O apóstolo Paulo certa vez disse: “Aprendi a contentar-me com o que tenho.”2 Descobri que, muitas vezes, é mais fácil falar do que fazer. Houve momentos em que eu gostaria de ter alguns extras como as outras pessoas tinham. Eu nem sempre tenho me sentido satisfeito. Como eu poderia ficar satisfeito apenas com comida e roupas? Perguntei-me enquanto terminava a louça.

Viva com louvor

Uma entrevista com  Merlin Carothers

Aos 85 anos, Merlin Carothers coleciona títulos que lhe trazem honra e desonra. Quando soldado, deixou seu posto sem permissão; por um tempo, operou no mercado negro; é especialista em demolição; trabalhou como guarda-costas presidencial, instrutor de paraquedismo, pastor metodista, capelão do exército e piloto da aviação civil. Serviu o exército norte-americano na Europa, Coreia, Vietnam e República Dominicana.

O processo da paz

Quer saber como encontrar paz de espírito e alívio da angústia? Simples. Tenho o poder de superar os pensamentos negativos que o deprimem e esse poder é liberado pelo louvor e a oração. Ao Me entregar seja o que for que o esteja incomodando, deixa de se concentrar nos problemas e dirige o foco para Minha capacidade de os resolver. Isso tranquiliza seu espírito. É um processo composto de três passos:

Primeiro, entregue seu coração cheio de preocupações, problemas, dúvidas e temores a Mim.

<Page 6 of 6>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.