Um cogumelo errante

Um cogumelo errante

Enquanto picava legumes para o jantar, por duas vezes tive de impedir que um cogumelo desgarrado caísse do balcão.

Você é tão bom pra mim, Deus — pensei.

Lembrava-me do cadastro que preenchera naquela manhã para alugar um apartamento. Por favor, seja bom comigo e faça com que meu cadastro seja aprovado — como se alguma vez Deus não tivesse sido bom.

Meus pensamentos migraram para uma apresentação que assisti no YouTube da banda Newsboys interpretando “Bendito seja o Seu Nome1.

Bendito seja Teu Nome
Na terra de fartura
Onde Teus rios de abundância correm
Bendito seja Teu Nome
E bendito seja Teu Nome
Quando estou em lugar deserto
Ainda que eu ande no meio do nada
Bendito seja Teu Nome.

Deus é bom e justo nos momentos felizes e nos difíceis. Sua bondade se encontra tanto no que Ele dá como naquilo que retém; permite ou nega. É um daqueles conceitos que engloba muitas coisas. Quem abriga essa atitude certamente crescerá em alegria, fé, paz e gratidão.

Espero refletir mais profundamente nessa verdade tão familiar, que a mensagem dessa canção vá mais fundo no coração, que não se limite a me fazer pensar e a me emocionar, mas se torne parte do que sou.

Para o rei Davi, louvar era um fato cotidiano: “Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o Seu louvor estará continuamente na minha boca”.2

Tiago entendeu o princípio e escreveu: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito é lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.”3 (Deus não nos atende conforme “Seu humor no dia”.)

Jó imortalizou esse fundamento ao fazer a declaração que há milênios influencia as pessoas de fé: “O Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor.”4

Consegui resgatar o cogumelo.

Talvez consiga alugar o apartamento. (Talvez não).

Não importa: Deus é bom.

1. Tradução livre
2. Salmo 34:1
3. Tiago 1:17
4. Jó 1:21
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.