Içar velas!

Içar velas!

Meu amigo, Jack, vivia em uma casa ampla, em bairro residencial agradável e bem arborizado. Era um excelente lugar para criar os filhos, mas já faz tempo que eles cresceram, casaram e se mudaram. Há 15 anos, a empresa de Jack faliu e, a despeito de a lógica financeira e o bom senso indicarem que o casal deveria diminuir seus ativos e despesas, Jack e a esposa eram muito apegados ao seu lar e sempre adiaram a difícil decisão de se desfazerem dele. Ficaram com o imóvel, esperando que as coisas melho­rassem, mas, as dívidas se acumularam ao longo dos anos até que o inevitável aconteceu: tiveram de vender a casa. Infelizmente, o negócio se fez quando o mercado de imóveis desabara e o valor resultante da venda não bastou para quitar as dívidas.

Não tomar uma decisão é uma decisão. Também tenho muitas histó­rias próprias em que tive dificuldades de “assinar a linha pontilhada”. Acho que há algumas razões que nos levam a adiar decidir o máximo possível.

É possível que hesitemos encarar o futuro desconhecido. Afinal, por mais que tentemos prever os resultados de nossas escolhas, há muitos fatores que ignoramos e não controlamos. Não podemos saber antecipadamente quais serão os desdobramentos do que escolhermos.

Temores quanto ao que estava por vir não impediu Abraão. Ele disse “sim” para Deus e deixou seu lar em Haran sem saber para onde estava indo.1Moisés demonstrou fé similar, ao guiar os escravos hebreus para fora do Egito, atravessando o Mar Vermelho, rumo à Terra Prometida.2Os discípulos de Jesus deixaram suas profissões para segui-lO, o que exigiu outro tipo de fé.3

Quem sabe se Abraão previu as difi­culdades que encontraria — estiagem,4problemas familiares e5confrontos armados,6dentre outros. Moisés poderia ter previsto a complicada viagem que o esperava na travessia do deserto?7A vida dos discípulos de Jesus tampouco sempre foi fácil. Contudo, a história mostra que todas essas pessoas decidiram corretamente e ajudaram a criar a fundação para nossa fé.

Poucos encontram circunstâncias tão dramáticas quanto esses heróis bíbli­cos, mas todos temos de fazer escolhas, grandes e pequenas. Que Deus nos ajude a tomar decisões bem pensadas.

1. Ver Gênesis 12:1–4; Hebreus 11:8.
2. Ver Hebreus 11:27,29.
3. Ver Marcos 1:16–20.
4. Ver Gênesis 12:10.
5. Ver Gênesis 13:7–8.
6. Ver Gênesis 14:14–16.
7. Ver Êxodo 16:3. 

Abi May

Abi May (também creditada como Chris Hunt) foi contribuinte da Contato na Grã-Bretanha.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.