O cartão bloqueado

O cartão bloqueado

Não faz muito tempo, quando verificamos o extrato de nosso cartão de crédito após comprar uma passagem aérea, vimos que a empresa nos havia cobrado duas vezes. Ligamos imediata­mente para o serviço de atendimento ao cliente na esperança de corrigir o erro, evitar a cobrança e os respectivos custos financeiros. Após três tentativas sem sucesso de contatar a empresa por telefone, o que nos consumiu muito tempo, ficamos irritados e nos senti­mos impotentes. Quando ligamos para nosso banco, fomos aconselhados a bloquear o cartão até que uma solução fosse encontrada

.

Foi a decisão que tomamos, mas que descobrimos ter sido precipitada. Ao consultar o site da companhia, minha esposa encontrou instruções detalhadas sobre o que fazer no caso de cobrança indevida. Enviamos um e-mail com os detalhes necessários e, em alguns dias, recebemos uma resposta simpática informando que o dinheiro seria depositado em nossa conta.

Nesse meio tempo, tivemos de lidar com as consequências de nossa impulsividade. O primeiro passo foi cancelar nosso cartão e habilitar um novo. Além disso, tivemos de preencher, digitalizar e enviar por e-mail vários formulários e fazer duas viagens ao banco.

Todas aquelas horas desperdiçadas poderiam ter sido poupadas se não tivéssemos nos apressado tanto. Nossas tentativas de acelerar o processo só complicaram tudo.

Há vezes em que tentamos forçar uma solução para um problema em vez de darmos a Deus o tempo para trabalhar ou esperar que as coisas sigam seu curso natural. Quando nos sentimos inclinados a agir rápido demais, é altamente aconselhável passar tempo em comunhão com Deus. Em vez de intervirmos por conta própria, podemos pedir a Ele uma solução para o problema e buscar a orientação de Deus sobre o que fazer.

A Bíblia nos chama para trabalharmos no Espírito em vez de na nossa própria força natural. Sair em disparada para ganhar uma competição de cem metros rasos é uma boa ideia para atletas como o jamaicano Usain Bolt, mas até ele perdeu a oportunidade de defender o título de corredor mais rápido do mundo quando queimou a largada, em 2011.

Cheguei à conclusão de que devo ir mais devagar, dar a Deus o tempo para trabalhar, deixar as coisas fluírem e pensar antes de agir. Na próxima vez que eu me sentir tentado a obedecer aos meus impulsos, vou esperar pela orientação de Deus.

Gabriel García Valdivieso

Gabriel García Valdivieso

Gabriel García Valdivieso (publica também como Gabriel Sarmiento) é o editor da Conéctate, a versão em espanhol da Contato. É tradutor, intérprete, poeta e escritor. Já viveu em três continentes fazendo trabalho missionário com a Família Internacional. 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.