O segredo

O segredo

As decisões a serem tomadas aparecem em todas as formas e tamanhos.

Diariamente, temos de decidir o que comer, onde nos exercitarmos, como usar o tempo, etc. Ao longo dos anos, formamos hábitos e não pensamos mais nessas escolhas. Quem toma boas decisões desde cedo, normalmente não tem de se preocupar com elas. O acúmulo de pequenas escolhas ruins, entretanto, dá origem a maus costumes que podem causar danos duradouros em nossas vidas, no nosso relacionamento com Deus e com os outros.

Como não é fácil manter uma produção constante de boas decisões, Deus e Sua Palavra estão sempre disponíveis para nos ajudar. Ele é nosso Pai e, os pais querem sempre intervir em favor de seus filhos, quando estes precisam. Ao contrário de nós, contudo, que tantas vezes nos vemos diante de limitações quando tentamos ajudar os nossos filhos, Deus pode transformar até mesmo as situações mais desesperadas em vitórias importantes.

Quando Jerusalém estava sitiada por um exército enorme, Ezequias, rei de Judá, recebeu uma carta com ameaças do rei inimigo. O monarca judeu entrou no templo de Deus, estendeu a carta no altar, implorou ajuda e foi atendido.1

Experimente. Na próxima vez em que se sentir numa sinuca criada por revezes, atrasos, questões pessoais ou de relacionamentos, pegue uma folha e faça uma lista com as ameaças. Depois, aponte para o papel e diga: “Querido Deus, estes são os problemas que tenho. Por favor, ajude-me.”

Ao longo da Bíblia e da história, os grandes homens e mulheres de Deus dependiam dEle e, como resultado, deixaram um legado de fidelidade. Se seguirmos essa fórmula, vamos poder fazer o mesmo!

1. Ver 2 Reis 19:14–19,32–36.
Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana é editor da revista Contato desde sua primeira edição, em 2001. Mário é fundador e diretor do Projeto Resgate, uma organização sem fins lucrativos em Joinville, SC.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.