Boias de fé

“Fé é se confiar à água. Ao nadar, você não se segura na água, porque se o fizer vai afundar e se afogar. Você apenas relaxa e flutua.” — Alan Watts (1915–1973)

Comparar nosso relaciona­mento com Deus à natação não é uma analogia ruim. Quando nadamos, ficamos cercados pela água, elemento no qual estamos nos movendo e sobrevivendo. “Nele vivemos, nos movemos e existimos” — ensinou Paulo.1

A relação entre fé e paz

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Ti, porque ele confia em Ti.
— Isaías 26:3

*

Deus, ensine-me paciência;
E a ir mais devagar.
A esperar Seu comando
Quando do caminho desando.

Tudo está bem

“Tudo está bem.” Foram as palavras de uma mulher há três mil anos, cujo único filho acabara de morrer em seus braços. Horas antes, ele havia se queixado de dor de cabeça depois de trabalhar nos campos de colheita com o pai. Ela o tomara nos braços a criança febril e procurava lhe arrefecer a testa, mas ao meio-dia, o pequeno morreu.

O que a fé sabe

Alguns homens e mulheres na Bíblia que clamaram por milagres parecem, ao primeiro olhar, incrivelmente confiantes e seguros do que deveriam fazer. Ao lado de uma fé assim, aparentemente inabalável, a nossa pode parecer bastante fraca.

Para mover montes

Sempre me perguntei o que Jesus quis dizer com a afirmação: “Se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: ‘Saia daqui e vá para lá’, e ele iria.”Como nunca movi montes nem ouvi falar que alguém o tivesse feito, ficava pensando por que Ele teria escolhido essa analogia?

Creia

Você alguma vez Me desapontou? Sim. Alguma vez deixou a desejar? Sim. Falhou? Sim. Mas pode dizer que também cresceu a partir dos erros, aprendeu a se reerguer, e passou a Me amar mais depois de ter Me desapontado e deixado na mão? Sim. Para Mim você é um sucesso, e fará conquistas ainda maiores no futuro.

Atreva-se a sonhar

“Eu já havia visto aquele homem antes e naquela hora estava sentado na neve, no lado de fora do estádio [em Madri]. Perguntei-lhe o que fazia ali e me explicou que, havia cinco horas, estava naquele lugar, na esperança de assistir ao jogo, mas seu dinheiro havia acabado. Então vi que eu tinha de ajudar.” Assim descreveu José Mourinho, à época técnico do Real Madrid, sua primeira conversa com Abel Rodríguez, americano de origem mexicana, que trabalha como encerador de assoalhos em Los Angeles.

Um único passo

Faz dois anos, fiz um curso para lecionar inglês. Minha língua mãe é croata e há 20 anos trabalho como tradutor e intérprete. Falo inglês diariamente e estava muito atraído pela ideia de ensinar o idioma como freelance.

Entretanto, logo entendi que aquela habilitação abriria oportunidades e eu queria usar as técnicas que estava aprendendo para compartilhar o amor e encorajamento de Deus com os outros, como, por exemplo, em retiros cristãos. E desde que terminei a capacitação, tenho encontrado essas portas abertas.

<Page 5 of 9>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.