Perspectiva

Equilibrio

A habilidade de ver o lado positivo é um dom. Melhora os momentos felizes e torna os difíceis mais toleráveis. É o caminho para alegrias maiores, que é um dos tesouros que você encontrou ao Me conhecer. Amor, fé, paz, alegria —estes e muitos outros dons vêm das Minhas mãos para o enlevar e inspirar.

Quero que você partilhe da Minha completa alegria,1 mas há algo que você deve fazer antes que isso possa acontecer: aceitar quem ou o que você é, acreditar que foi criado para um propósito maravilhoso, com um conjunto ímpar de talentos, dons e atributos que o ajudarão a encontrar e ocupar um lugar no mundo que é especial e criado só para você.

Caos Divino

A meu ver, de todas as analogias propostas por Jesus, a que melhor produz a paz de espírito que vem da sensação de segurança no desvelo e amor de Deus é: “Observai como crescem os lírios do campo. Se Deus assim veste a erva do campo, não vestirá muito mais a vós?”1 Consegue visualizar esses lírios? Altos, eretos, perfeitamente formados e adornados com o orvalho. Mantendo uma distância educada entre si, dançam harmoniosamente ao som dos redobres dos pássaros cantores e ao toque da gentil brisa que percorre o prado banhado pelo sol do amanhecer. Pelo menos, é assim que os imagino.

Não é fácil ser cristão!

Ser cristão muitas vezes com certeza parece uma luta montanha acima, pois muitos dos ensinamentos de Jesus são contrários à natureza humana. Veja a relação abaixo e se pergunte se o que Jesus ensinou condiz com sua reação natural.

Amem os seus inimigos
Façam o bem para os que odeiam vocês.

Anjos disfarçados

A atitude de algumas pessoas me impressiona e ilustra perfeitamente o tema central desta edição da Contato.

É o caso de um garçom cadeirante que faz seu trabalho com tanta simpatia que a afirmação do gerente do restaurante não surpreende: “Ele é o nosso melhor funcionário. Tenho mais clientes regulares por causa dele do que por causa da comida.”

O segundo exemplo foi um mendigo cego, que costumava cantar acompanhado de seu acordeom à porta de um banco. Em um dos muitos dias chuvosos que caracterizam o clima de minha cidade, no momento em que passei na frente do pedinte cantor, ele se levantou e, a plenos pulmões, começou a cantar um hino de louvor e gratidão que me energizou maravilhosamente.

Otimismo

Todos os dias são difíceis para os que estão aflitos, mas a vida é sempre agradável para as pessoas que têm coração alegre.
Provérbios 15:15 NTLH

*

Se chamar suas dificuldades de experiências e lembrar que toda experiência desenvolve alguma força latente em você, crescerá saudável e feliz, independentemente das circunstâncias.
John Heywood (1497–1580), dramaturgo e poeta inglês

Aceitando o caos

Para muitos, a vida é cheia de incertezas. É o meu caso. Outro dia, lamentava esse fato para uma amiga que me disse: “Por que não aceita o caos?”

Aceitar o caos? Falar é bem mais fácil. Não gosto de confusão. Na verdade, acho que a maioria das pessoas não gosta. Mas isso me fez pensar.

Dias depois, eu estava correndo havia meia hora mais ou menos, quando começou a chover depois de alguns trovões repentinos. Lá estava eu, no meio de uma chuvarada. Sem onde me abrigar, a alternativa era correr até em casa. Pois bem: respirei fundo e saí em disparada.

Fazemos a nossa felicidade

Dizem que somos nós que fazemos a nossa felicidade. E o depoimento de Keith Phillips, editor da revista Activated (versão em inglês da Contato), mostra como isso é possível.

“Tenho um amigo que, até quatro anos atrás, era um empresário de sucesso. Certo dia, um de seus empregados teve uma crise nervosa e apareceu armado na empresa, com o propósito de matar tantas pessoas quanto conseguisse. Ao tentar desarmá-lo, meu amigo foi ferido e acabou por perder uma das mãos e ficar cego de um olho. Quando deixou o hospital, descobriu que todas as suas economias haviam acabado. Minha esposa e eu o conhecemos quando começamos a trabalhar como voluntários no abrigo para sem-teto no qual vivia. Ele nos contou que sofria do mal de Parkinson e de um tipo fatal de câncer de pele. Mal consegue andar ou mesmo se levantar da cadeira sem ajuda, mas é uma das pessoas mais alegres e positivas que já encontrei.

Recupere a alegria

Pergunta: Sinto-me menos feliz hoje do que quando era mais jovem. Como posso reaver parte da alegria de viver?

Resposta: É comum os adultos olharem para uma criança brincando despreocupadamente e desejarem que pudessem voltar no tempo. As crianças brincando parecem felizes, livres de preocupações e fascinadas com a vida. Riem muito, são facilmente entretidas e se maravilham com as coisas mais simples. Também têm seus problemas e sofrimentos, mas são resilientes. Os pequenos vivem o momento e, em geral, passam mais tempo felizes que os adultos. Estas são algumas coisas que você pode fazer para recapturar parte da mágica da infância.

<Page 7 of 11>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.