As tribulações do ciclista

As tribulações do ciclista

Vivemos na área rural de um município pequeno. Nossa vila tem dois acessos e ambos oferecem vários obstáculos a ciclistas, como meu marido e eu.

Em um dos acessos, há uma placa PARE, que costuma ser ignorada pelos motoristas. Muita gente usa essa estrada rural como um atalho, sem notar a existência de trechos estreitos, pedestres fazendo compras nas barracas armadas à beira da estrada e nós, humildes ciclistas, a caminho da cidade.

A outra entrada é uma estrada rural estreita que passa bem em frente a uma escola com uma grande quantidade de alunos. Depois de deixarem as crianças na aula, muitos pais parecem se esquecer que estão em uma via pública, estacionam em qualquer lugar e ali ficam falando aos seus celulares. Em frente à escola há um canteiro de obras, e caminhões tentam se esgueirar em meio a todo esse cenário no qual, mais uma vez, o coitado do ciclista não tem a menor atenção.

Comecei a ver esses acessos como “zonas de guerra” e passei a me preparar para o combate! Enquanto pedalava quase diariamente para a cidade, eu registrava bem na memória qualquer “injustiça” da qual eu fosse vítima, para reviver os detalhes quando chegasse em casa. “Você nem imagina o que aconteceu desta vez!” dizia para introduzir o relato para meu marido. Sabe o que o louco de um motorista fez? E sabe como reagi?

Até o dia que parei com isso.

Foi simples. Percebi que havia coisas mais importantes na vida do que passar diariamente por aquelas vias estreitas! Eu sabia que teria de fazer algumas manobras mais complicadas no caminho para a cidade, mas era só isso. Afinal, a própria estrada da vida tem seus obstáculos, não é mesmo? E já que cada pessoa que passa por esses lugares está lutando suas próprias batalhas, o que me custa ser um pouco mais paciente e um pouco mais educada?

Quando tomei a decisão de mudar, parecia dificílimo parar de me ofender com o que os outros faziam. Hoje vejo como a coisa lógica a fazer. Todos compartilhamos a estrada da vida e tenho certeza que os outros viajantes às vezes precisam ter paciência comigo.

Sally García

Sally García é educadora, missionária e membro da Família Internacional no Chile.

Copyright 2019 © Activated. All rights reserved.