Como fugir das ondas

Como fugir das ondas

O dia estava lindo. Minha esposa e eu levamos nossa filha de 13 meses, Kristen, para a praia. Naquele clima perfeitamente agradável, caminhamos pela areia da praia, cada um de nós segurando uma de suas mãozinhas adoráveis. Ela não parava de rir e tagarelar em seu idioma especial e indecifrável.

Ao chegarmos à beirinha e a primeira onda lhe cobriu os pés, a expressão no seu rostinho repentinamente mudou. A temperatura da água estava bem abaixo daquela da areia. Sem saber como reagir, ficou parada enquanto a areia escapava de sob seus pés, até cair com o traseiro no chão. Rapidamente, a tomamos nos braços, rimos com ela, a abraçamos e a devolvemos para a areia, para que recebesse a próxima onda.

Sabendo o que aconteceria, tratou de correr antes de a água chegar até ela. Kristen corria em nossa direção, apesar de se molhar mais do que se corresse para longe da água. Preferia atravessar a lâmina de água que atingia a altura do seu joelho a procurar um alívio imediato da situação. Para facilitar, nós a encontrávamos no meio do caminho, para que se sentisse segura.

O que fazia nossa menininha não evitar justamente aquilo que a assustava? Por que não escolhia a saída rápida e fácil: correr para longe da água? Penso que era a simples confiança. Ela acreditava que cuidaríamos dela e que estar conosco no meio da água fria era melhor do que sozinha na areia.

Muitas vezes, quando encontro um problema, minha primeira reação é de pânico. Fico absolutamente paralisado enquanto minha mente analisa minhas opções e, tipicamente, caio. Depois disso, quando vejo o problema novamente se aproximando, minha vontade é fugir da situação tão rápido quando possível. Mas situações têm a mania de nos alcançar e nos derrubar. Qual a solução? Preciso aprender com minha filha a enfrentar com coragem o problema. Não significa lidar com ele sozinho, pois ao meu lado está meu Salvador, forte e capaz de me segurar para que a “onda” não me derrube. Preciso apenas parar de tentar resolver tudo sozinho e correr para Ele!

Quando eu for fraco, poderei ser forte pela Sua força.1 Jesus ainda é o mestre dos ventos, das ondas e de todos os outros elementos que assediam nossas vidas.2 Portanto, corramos para Ele tão logo virmos a maré subir. Ele não nos deixará afundar.3

1. Ver 2 Coríntios 12:10.
2. Ver Lucas 8:25.
3. Ver Mateus 14:30–31.

Chris Mizrany

Chris Mizrany

Chris Mizrany é missionário, web designer, e fotógrafo na organização Helping Hand, sediada na Cidade do Cabo, África do Sul.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.