Por que sofremos?

Por que sofremos?

É um assunto que a maioria se esforça para não pensar mais que o necessário, mas não há como negar: há muito sofrimento no mundo. Inocentes são mortos, mutilados ou expulsos de seus lares por guerras cruéis e injustas, desastres naturais e catástrofes causadas pelo homem. O câncer, a AIDS e outras doenças ceifam milhões de vidas todos os anos, muitas vezes depois de meses ou anos de aflição. A lista não acaba. “Por que a vida é assim?”, muitos indagam. E aqui cabe ainda outra pergunta que atravessa as eras: “Por que Deus permite o sofrimento?”

Não há uma resposta simples e universal para isso. Sim, Deus permite o sofrimento, mas Suas razões e propósitos são quase tão numerosos e variados quanto os próprios sofredores. Entretanto, comprovadamente, a maneira como as pessoas reagem às adversidades e as superam depende de um fator: a fé. De um modo geral, os que não dispõem desse recurso se entregam ao desespero, enquanto os que creem de fato em um Deus justo e amoroso O invocam nas horas de necessidade e recorrem à Sua ajuda infinita, encontrando a graça e a força necessárias para superar dores e perdas.

Pouco se sabe sobre os sofrimentos da vida de Frank E. Graeff (1860–1919), mas o famoso hino de sua autoria “Importará?” só pode ser fruto da experiência própria. A dor que expressa é real demais para ter sido imaginada e somente alguém que já tenha atravessado e superado o vale da angústia pode decantar tão vitoriosamente a verdade e a esperança contidas no refrão: “Em cruel peleja, temor, ou o que seja, Jesus me quer valer.”

O sofrimento é parte da experiência humana, mas você também pode ser dono de uma fé igualmente maravilhosa e forte. Espero que esta edição de Contato ajude você a se conectar ao amor e ao consolo de Deus, sempre que dEle precisar.

* * *

Importará?

Importará ao Senhor Jesus
Que eu viva sempre a sofrer,
Tendo o coração cheio de aflição?
Sentirá meu triste viver?

Importará ao Senhor Jesus
Que eu viva com dissabor?
Que me falte a luz, a que vem da cruz?
Sentirá o meu Salvador?

Importará ao Senhor Jesus
Que eu caia na tentação?
E se o mal puder minha fé vencer,
Dar-me-á de novo o perdão?

Importará ao Senhor Jesus
Se a morte ferir meu lar?
Se eu disser adeus aos queridos meus,
Sentirá, Jesus, meu pesar?

Oh! sim, eu sei, Jesus bem vê
O que eu estou a sofrer!
Em cruel peleja, pavor, inveja,
Jesus me quer valer.

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana é editor da revista Contato desde sua primeira edição, em 2001. Mário é fundador e diretor do Projeto Resgate, uma organização sem fins lucrativos em Joinville, SC.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.