Experiências

Que diferença faz a fé!

Meu pai teve graves problemas de saúde mental que causaram muito sofrimento a ele, à minha mãe e a nós, sete irmãos. Tive uma infância muito infeliz.

Aos dois anos sofri sérias queimaduras quando uma panela de água fervente virou sobre mim. Até hoje ainda tenho as cicatrizes em várias partes do meu corpo.

A chuva também traz bênçãos

Estava sentada numa cadeira de rodas no saguão do hospital, à espera do táxi. Meu ombro ainda estava inchado por causa da operação e meu braço coberto de hematomas.

Para completar, estava chovendo, azedando ainda mais meu humor. Que ótimo! Chuva! — pensei. Exatamente o que eu precisava!

Levantamento de peso espiritual

Um dos exercícios que mais gosto é levantamento de peso. Não faço isso para modelar o corpo, mas só para tonificar meus músculos e manter a forma. E acho interessante como o levantamento de peso ilustra bem nosso crescimento espiritual.

Um estranho no estacionamento

Sentado no carro em um estacionamento, pensava em mudanças em minha vida pessoal e profissional. Parecia que eu não estava crescendo e isso me preocupava.

De repente, surge um homem ao lado da janela. De baixa estatura, mal vestido e transbordando alegria, cumprimentou-me com entusiasmo. Fiquei um pouco surpreso e muito desconfiado. A criminalidade é alta na África do Sul e não faltam oportunistas em busca de um alvo fácil para alguma trapaça.

Dando à Ele todos os pedaços

Eu achava que minha vida estava resolvida. Um marido amoroso, quatro filhos maravilhosos e a satisfação no meu trabalho de assistência social. Mudáramos para a Indonésia para trabalhar em uma instituição para crianças com deficiências, sob os auspícios do Conselho Internacional de Bem-estar Social e estávamos desfrutando muito nossas experiências.

Males que vêm para o bem

Quando éramos crianças, nossa mãe sempre nos lembrava para “olhar para o lado bom” das coisas e que deveríamos “estar agradecidos pelas coisas pequenas”. Se reclamássemos por fazer tanto calor no verão ela nos lembrava: “Pelo menos podemos nadar, certo?” Se nos queixássemos por não termos sobremesa, ela perguntava “Isso não deixa vocês agradecidos pelas noites em que temos sobremesa?” Tentava nos ajudar a aceitar cada situação aparentemente “ruim” ou “triste” e encontrar algo para estarmos agradecidos ou felizes. Ela denominava este conceito de “procurar ver a luz ao final do túnel”

Caindo no lugar certo

“Tudo está caindo aos pedaços!” — explodi depois de uma visita ao Orfanato Kurasini, em Dar es Salaam, na Tanzânia, onde, nos últimos dois anos, nossa equipe de voluntários da Família Internacional tem trabalhado com os responsáveis pela instituição para melhorar as condições de vida das crianças. A higiene na cozinha e nos dormitórios tinha começado a melhorar, mas parecia que sempre havia mais para fazer. Conforme crescia a lista de reparos a serem feitos, aumentava a relação de materiais de construção. E aí esbarrávamos na questão financeira. Como obter os recursos para atender a todas essas necessidades?

Uma semana péssima

Aconteceram umas coisas erradas na minha semana, mas isso não é o fim do mundo. Dou conta de alguns revezes. Sei que toda semana tem sua cota de encrencas e já me acostumei a esse fato. De um modo geral, continuo feliz e me concentro no positivo.

<Page 1 of 6>
Copyright 2020 © Activated. All rights reserved.