Encontro com o Consolador

Encontro com o Consolador

Em João 14:26, Jesus prometeu que após deixar este mundo, enviaria o Espírito Santo para confortar Seus seguidores: “O Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em Meu nome, vos ensinará todas as coisas.”

Essa promessa está gravada na minha memória desde a infância. Mas foi só quando cheguei aos meus vinte e poucos anos que encontrei “o Consolador” para mim.

Minha mãe morreu quando eu tinha 20 anos. Quando uma tragédia ou perda dolorosa ocorre, é fácil a pessoa ficar tão envolta em tristeza e luto, que não queira ser consolada. Foi o meu caso. Embora externamente mantivesse uma aparência composta, era apenas uma fachada sob a qual eu escondia a dor e o sofrimento que me acompanhava todos os dias, desde a perda de minha mãe.

A realidade era que eu não aceitava de jeito nenhum a partida de minha mãe. Claro, é normal sofrer depois de uma perda dessa, mas não conseguia superar a dor.

Algum tempo depois, cedi ao pedido de Deus para dar graças por minha mãe estar com Ele,1 que me ajudou a aplacar o ressentimento para com Deus.

Pouco depois, foi o décimo aniversário do falecimento da minha mãe, uma data que sempre foi a mais dolorosa do ano para mim. Dessa vez, no entanto, eu me senti extraordinariamente feliz e em paz. Naquela noite, em minha cama, uma sensação incrivelmente reconfortante encheu meu coração. Seu bálsamo curativo chegou a lugares em minha alma devastados pela dor. Era como se um par de braços fortes e amorosos envolvessem meu coração, fazendo-me sentir seguro e tranquilo.

Perguntei a Deus o que estava acontecendo, e Ele disse: “Você está encontrando o Consolador para você mesmo.”

Eu estava sendo aliviado do fardo da dor que eu tinha carregado como uma cruz por tanto tempo. Com lágrimas de alegria, disse repetidamente ao Espírito Santo: “Aceito e recebo o conforto que Você quer me dar, sem reservas”. Quanto mais eu dizia, mais a sensação reconfortante dentro de mim crescia e nunca mais me deixou.

Você está carregando um fardo de tristeza e dor? Não precisa fazer isso. O consolador, o Espírito Santo, está batendo à porta do seu coração neste instante, desejando entrar. Seus braços estão estendidos, esperando para envolver seu coração. Tudo que você tem que fazer é orar para receber Jesus e o Espírito Santo.

1. Ver “Além do que se pode ver“, Contato, Edição Agosto de 2013

Steve Hearts

Cego de nascença, Steve Hearts é escritor, músico e membro da Família Internacional na América no Norte. 

Mais nesta categoria « Que diferença faz a fé!
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.