Perdão

Vamos discutir

Os primeiros versículos no primeiro capítulo do Livro de Isaías são apavorantes! Deus usa uma linguagem forte para descrever as muitas transgressões que afastaram de Deus a nação de Judá. Refere-se à opressão dos pobres, à corrupção e aos crimes de sangue. Afirma que seus ritos religiosos se tornaram falsos e sem valor, que os corações das pessoas eram ímpios, rebeldes contra Deus e por todo esse conjunto de impiedades, Judá seria arrasada por seus inimigos.

O perdão transforma

O perdão não é uma emoção, mas uma escolha. Decidir perdoar, contudo, não faz toda a mágoa desaparecer de uma hora para outra, mas Me permite agir no seu coração.

A escolha

Talvez Pedro pensou que fosse impressionar Jesus quando perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar meu irmão ou irmã que pecar contra mim?” Ele queria um número, alguma quantificação do que seria o suficiente a ser alcançado. Pedro então arrisca um número: “Sete vezes?” “Não, não sete vezes”, responde Jesus, “mas setenta vezes sete!”1

O processo contínuo

“Perdoa as nossas ofensas como também nós perdoamos as pessoas que nos ofenderam.”1 Senti dor no coração e muita vergonha quando ouvi esse versículo pela primeira vez. Por quê? Sabia que havia pessoas que eu não havia perdoado. No entanto, eu realmente queria que Deus me perdoasse pelas coisas que eu tinha feito e prejudicado os outros.

Misericórdia

Não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à Sua misericórdia, Ele nos salvou.
Tito 3:5 NVI

*

Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês é misericordioso.
Lucas 6:36 NVI

Você está bem conservado ou em conserva?

Prefiro as comidas com sabor azedo — balas azedinhas, picles, qualquer coisa com limão, cerejas azedas, o que seja. Adoro! Tem gente que prefere os doces ou o chamado quinto gosto: o umami. Mas acho que nunca encontrei alguém que preferisse coisas amargas. Não é nenhuma surpresa. Na verdade, a palavra que mais vi ser usada para definir algo amargo é “desagradável”.

Sobre pedir perdão

Anos atrás, eu estava em uma situação complicada e desagradável com um dos meus colegas de trabalho. As coisas não melhoraram e fiquei aliviada quando ele finalmente foi para outro local. Algum tempo depois, enviou-me uma mensagem de e-mail com duas palavras simples: “Peço desculpas”.

O chamado para perdoar

Lemos nos Evangelhos que Jesus foi chicoteado, espancado e pregado a uma cruz. Enquanto esperava pela morte pendurado na cruz, algumas de Suas últimas palavras foram: “Pai, perdoa-lhes”.1 O perdão foi Sua resposta a um julgamento injusto, a ser surrado com um chicote formado por tiras de couro trançado com pedaços de osso ou metal nas extremidades, que dilaceravam a pele causando dor indescritível, aos pregos que lhe foram cravados nas mãos e nos pés, ao abandono que sofreu enquanto agonizou até a morte.

<Page 1 of 4>
Copyright 2020 © Activated. All rights reserved.