A perspectiva infantil do amor

A perspectiva infantil do amor

Uma equipe de cientistas sociais fez a um grupo de crianças entre 4 e 8 anos de idade a seguinte pergunta: “O que é amor?” As respostas foram mais variadas e mais profundas do que se poderia imaginar. Confira.

“Quando a minha avó teve reumatismo, ela não conseguia mais se abaixar para pintar as unhas dos pés, então o meu avô começou a pintar para ela e faz isso até hoje, mesmo depois de ele também ter ficado com reumatismo nas mãos. Isso é amor.”

“Amor é aquele sentimento que você tem antes das coisas ruins começarem a estragar tudo.”

“Quando alguém ama, pronuncia o nome da pessoa amada de uma maneira diferente. Você sabe que o seu nome está bem protegido na boca dessa pessoa.”

“Amor é quando você vai comer fora e dá à outra pessoa a maior parte das suas batatas fritas sem ela ter que dar nenhuma das dela.”

“Amor é o que a gente sente no Natal, se parar de abrir presentes e prestar atenção.”

“Amor é quando alguém o machuca, você fica muito bravo, mas não grita com a pessoa, porque sabe que ela ficaria triste se você fizesse isso.”

“Amor é o que faz você sorrir quando está cansado.”

“Quando conta a alguém algo ruim que você fez, fica com medo, achando que vai perder o amor dessa pessoa. Mas depois fica surpreso porque ela não só continua amando você, mas o ama ainda mais.”

“Amar é quando as pessoas se beijam o tempo todo. Depois, quando se cansam de beijar, ainda querem ficar juntas e continuar conversando. Os meus pais são assim.”

“Se quiser aprender a amar mais, deveria começar com alguém que você detesta.”

“Há dois tipos de amor: o nosso e o de Deus. Mas é Ele quem cria os dois.”

“Amor é quando o seu cachorrinho fica para lá de feliz ao ver você, apesar de você o ter largado sozinho o dia inteiro.”

“Você só deveria dizer ‘te amo’ se estiver falando sério. Mas se for pra valer, deveria dizer muitas vezes, porque as pessoas se esquecem.”

“Quando crucificaram Jesus, Deus poderia ter dito palavras mágicas para tirar os pregos da cruz, mas não disse. Isso é amor.”

“Amar é como uma velhinha e um velhinho que ainda são amigos, mesmo depois de se conhecerem muito bem.”

“Amor é quando minha mãe dá ao meu pai o melhor pedaço do frango.”

“Minha mãe me ama mais do que ninguém. Só ela é que me dá beijo de boa noite e fica beijando até eu dormir.”

“Amor é quando a mamãe vê o papai todo fedorento e suado e diz que ele é mais bonito que o Robert Redford.”

“Os cartõezinhos com mensagens dizem coisas de amor que nós gostaríamos de dizer, mas que não dizemos nem que a vaca tussa.” 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.