E dou-lhe três

E dou-lhe três

Sou casada pela terceira vez —algo que não costumo dizer na presença de recém-casados. Agradeço a Deus pelos dois primeiros casamentos, pois resultaram em lindas crianças, meus mais preciosos tesouros. Contudo, foi no terceiro que a mágica aconteceu.

Quando me separei pela segunda vez, pensei que era o fim e que, sozinha com meus filhos, teria de me virar a partir de então. As duas relações me deixaram azeda e eu não esperava que pudesse haver outro homem na minha vida, mas me enganei.

Todos os dias, vejo o amor de Deus por mim nos olhos do meu querido marido. Ele não apenas se apaixonou e se casou comigo, mas adotou cinco dos meus filhos, que moravam comigo na época. Isso faz dez anos e ainda estamos muito felizes juntos.

O que torna nosso casamento ainda menos convencional é que ele também já havia sido casado duas vezes. Não entendemos por que as coisas aconteceram assim em nossas vidas, mas verdade seja dita, é humilhante admitir que somamos quatro casamentos fracassados. Deus consegue nos amar e nos aceitar com nossos defeitos, fraquezas e erros, mas não é impressionante que envie alguém em carne e osso que também nos ame e aceite?

As semelhanças em nossas histórias nos ajudam a entender um ao outro melhor, a compartilhar nossos corações e pensamentos de um modo muito íntimo. Podemos rir juntos, chorar juntos e viver juntos de uma forma muito bonita. No início do nosso relacionamento, determinamo-nos a manter Deus no centro de nossas vidas e a ajudarmos um ao outro a ser leal a esse compromisso. Todos os dias, lemos Sua palavra juntos, oramos juntos e discutimos várias lições que Deus nos ensina, enquanto casal ou individualmente. Ainda aprendemos um com o outro, o que nos ajuda a nos respeitar um ao outro muito profundamente. Nosso relacionamento se tornou muito satisfatório espiritualmente.

Meu conselho para recém-casados e para os que estão passando por turbulências no casamento, ou se recuperando do fim de um relacionamento é: o amor de Deus é a “mágica” genuína de qualquer casamento. Seja ele descoberto na primeira vez, ou como no nosso caso, mais tarde na vida, é sempre o amor de Deus que nunca nos decepciona.1

1. 1 Coríntios 13:8

Yvette Gladstone

Yvette Gladstone é escritora freelance e membro AFI em Guerrero, México. 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.