Tempo para amar

Tempo para amar

Meu marido e eu voltávamos para casa após um fim de semana prolongado no qual viajamos com nossa família. Enquanto nossas filhas dormiam profundamente no banco de trás do carro, fiquei relembrando o que, nos últimos tempos, tínhamos compartilhado como marido e mulher. Os últimos anos quase pareciam um borrão, devido à ocupação que vem com o malabarismo de uma família com as muitas demandas da vida e do trabalho. Sou grata porque, apesar dos muitos desafios que enfrentamos, nosso casamento continua forte e permanecemos muito unidos.

Quando começamos a nos conhecer, eu tinha uma visão feliz, embora um pouco ingênua, sobre o casamento. Presumia que, como estávamos destinados um ao outro, nosso casamento simplesmente fluiria. Desprezava a ideia de ter de me esforçar para construir nosso relacionamento; afinal, agendar horários para conversar e passar tempo juntos é o que fazíamos na época de namoro. Depois de nos casarmos, nos veríamos o tempo todo, e eu esperava que isso fosse o suficiente para dar jeito a quaisquer problemas. A espontaneidade era importante para mim e eu realmente queria que nossa relação tivesse liberdade para florescer por conta própria.

Porém, logo percebi que, como todas as coisas que mais importam em nossas vidas, um casamento demanda tempo para ser mantido e cultivado. Cumprir meus prazos, atender aos meus compromissos e ser meticulosa em meu trabalho sempre foi importante para mim, mas trazer esses princípios para meu casamento não tem sido simples. Percebi que arranjar tempo para construir uma relação a dois é um elemento vital para me manter conectada ao meu marido e tive de aceitar que isso não aconteceria espontaneamente.

Embora existam os momentos românticos em um casamento — aquelas ternas ocasiões especiais que parecem encapsular o amor e respeito que o casal sente um pelo outro — muitas vezes também é necessário pensar, empreender esforço e investir tempo — mesmo que para isso a espontaneidade fique em segundo plano.

A realidade é que se encontrarmos tempo um para o outro —para falarmos sobre nós mesmos, relaxarmos juntos, expressarmos o amor que compartilhamos, deixarmos de lado as ocupações do nosso dia e dividirmos um momento de tranquilidade juntos—, estamos nos dando a oportunidade de crescer em nosso relacionamento.

Chandra Rees

Chandra Rees escritora freelance de conteúdos para crianças e mãe de cinco filhos.

Mais nesta categoria « A mente ociosa
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.