Dar

Quando estiver no fundo do poço

Outro dia li uma passagem no Livro dos Atos, na qual Paulo, em seu discurso de despedida à igreja de Éfeso, falou sobre viver com generosidade e trabalhar arduamente para sempre ter algo para dar aos pobres, e que mais abençoado é dar do que receber.1 Mal sabia eu que seria testada nesses princípios poucas horas depois.

Alguém está olhando

Apressado a caminho de um compromisso, passei por uma mendiga maltrapilha com um bebê nos braços, uma cena nada rara em Caracas, capital venezuelana, quando o seguinte aconteceu.

Dê-lhe algo — disse-me no meu íntimo a voz que reconheci ser de Jesus.

Sua luzinha

Adoro ler as revigorantes histórias de pessoas que começaram ONGs, fundaram orfanatos, têm filhos adotivos, criaram organizações de comércio justo ou fizeram alguma outra façanha para mudar o mundo. Mas por mais inspiradoras que sejam essas pessoas, a maioria não é chamada para esse tipo de missão. Estamos envolvidos com nossas famílias e comunidade, levando vidas muito discretas.

Dar ou não dar

Mahatma Gandhi disse certa vez: “O mundo tem o suficiente para satisfazer as necessidades de todos os homens, mas não a ganância de todos os homens.” É fácil dizer coisas como: “Os ricos deveriam compartilhar com os pobres para resolver a fome no mundo!” Contudo, quando é nossa hora de sermos generosos, pode ser muito mais difícil do que pensamos.

A corrente do bem

Recentemente, li algumas coisas sobre o movimento “Pay it Foward” (ou a Corrente do Bem).1 O que chamou mais a minha atenção em relação a essa filosofia, é a sua simplicidade, mas temos dificuldade para ser altruístas e fazer algo por outra pessoa.

Uma história de dois irmãos

Diz a lenda que um frade muito generoso jamais negara algo a um mendigo e dava tudo que podia aos necessitados. O estranho era que quanto mais ele dava, mais rico o mosteiro em que vivia o religioso ficava.

Quando o velho frade morreu, foi substituído por um novo com uma natureza exatamente oposta — era duro e mesquinho. Certo dia, um senhor idoso chegou ao mosteiro dizendo que havia estado lá anos atrás e buscava abrigo novamente.

Ganhar por dar

É mais fácil falar sobre a generosidade do que ser generoso. Isso é especialmente verdade quando há alguma dose de sacrifício real envolvida, apesar de a Bíblia deixar claro que Deus homenageia e muito esse tipo de doação.

Abandonando a mentalidade do primeiro mundo

Quase que diariamente me impressiono com quão afortunada sou pelo trabalho que faço. Sou professora em uma escola para crianças e jovens de uma comunidade carente que atende a famílias vindas de diferentes partes do mundo. Trabalho na biblioteca, onde é normal ver, dedicando-se ao mesmo projeto, quatro estudantes, cada um de um continente, falando idiomas distintos e com quatro crenças diferentes. A ONU poderia aprender muito com esta experiência.

<Page 1 of 4>
Copyright 2020 © Activated. All rights reserved.