A oferta da viúva

A oferta da viúva

Jesus e Seus discípulos observavam as pessoas depositando suas ofertas no templo. Um homem rico se aproximou do gazofilácio chamando o máximo de atenção que podia para o fato de que estava dando uma boa soma. Atrás dele, na fila, estava uma viúva que, apressadamente, depositou duas moedas de menor valor que existia. Os discípulos comentavam entre si sobre a baixa quantia ofertada pela mulher, mas para surpresa deles, Jesus afirmou que ela havia dado mais do que qualquer outra pessoa, pois doara tudo o que tinha.1

Penso que a viúva não se sentia tão orgulhosa de sua oferta. Sabia o que aquela quantia podia (ou não) comprar, mas não se deixou persuadir de que era pouco demais para fazer a diferença. A Bíblia não nos diz mais nada sobre essa viúva, mas meu palpite é que, se ela tivesse mais dinheiro, seria igualmente generosa.

Os generosos sempre se perguntam: “O que posso dar ou compartilhar? O que tenho que alguém à minha volta precisa?”

Quando olho ao redor, vejo necessidades enormes. Há tanta gente, instituições e causas que precisam urgentemente de ajuda e dinheiro para realizar suas missões. Como posso saber quem é digno, honesto e fará bom uso do recurso? Sinceramente, às vezes, a pressão é tanta que a tentação é ignorar todos e não ajudar ninguém.

Em vez de inventar desculpas para mim mesma, gosto de ter um plano para garantir que estamos doando regularmente. Aqui está o que fazemos:

  • Automação: Elegemos algumas instituições às quais destinamos doações mensais. Agendamos as transferências, para que não tenhamos de tomar uma decisão a cada vez que doamos;
  • Doar tempo: na forma de trabalho voluntário para um projeto, escola ou igreja, mas também fazer algo como oferecer um jantar, marcar um café com um amigo, ajudar alguém a fazer sua declaração de imposto de renda ou comprar seus remédios, ou qualquer coisa que se traduza em estender a mão para os outros.
  • Oportunidades espontâneas: se você está acostumado a doar regularmente, será capaz de identificar as oportunidades quando se apresentarem. Às vezes, é bom se esforçar, mesmo quando é um pouco inconveniente ou impraticável, como era para a viúva.

Na abundância ou na escassez, sempre é possível dar algo. Vai fazer bem para você e para os outros.

1. Veja Lucas 21:1–4.

Tagged sob

Marie Alvero

Marie Alvero foi missionária na África e no México. Vive atualmente com seu marido e filhos a Região Central do Texas, nos EUA.  

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.