Mensageiro de aniversário

Mensageiro de aniversário

É comum no meu aniversário eu ser assediada por sentimentos conflitantes. Uma parte de mim quer fugir para uma ilha solitária, enquanto a outra gosta da atenção adicional que recebe. Mas como disse Todd Stocker: “Um aniversário é feliz na medida do amor que recebemos, não dos presentes que ganhamos.”

Paolo, um amigo que tenho há mais de 18 anos faz questão de lembrar dos aniversários das pessoas e lhes cumprimentar por uma chamada telefônica ou um SMS. Ele tem uma lista, a qual atualiza sempre que conhece alguém.

Empresários, políticos, estudantes, aposentados, donas de casa, ricos ou pobres, famosos ou anônimos, todos têm um coração e todos precisam de amor genuíno. Pude testemunhar pessoalmente as reações das pessoas às mensagens de aniversário.

Faz dois anos, uma viúva solitária irrompeu em lágrimas quando alguém lhe ligou desejando-lhe um feliz aniversário, um acontecimento do qual ela fala muitas vezes. Foi para ela um fator decisivo no difícil processo de cura interior depois que seu marido morreu e ela teve de se mudar, sozinha, para uma área remota. Disse ter sentido muito amor e desvelo naquela ligação inesperada e que foi como se seu coração voltasse à vida naquele momento.

Admito que nem sempre acordamos felizes e inspirados para distribuir votos de feliz aniversário. Digo isso porque o exemplo de Paolo me influenciou e faz algum tempo que aderi à “tradição de aniversário”, apesar de minha lista ser bem menor que a dele.

Há dias em que não tenho vontade de fazer aquela ligação telefônica, mas as reações das pessoas costumam mais do que compensar o esforço e volto a descobrir que não é preciso muito para alegrar a vida de alguém. Às vezes, minhas palavras simples ajudaram alguém a ganhar o dia e é possível que eu tenha sido a única pessoa a lembrar do dia especial. E quando desliguei, tudo que pude dizer foi: “Graças a Deus que liguei!” Com certeza, “há maior felicidade em dar do que em receber.”1

1. Atos 20:35-NVI

Anna Perlini

Anna Perlini é cofundadora da organização humanitária Per un Mondo Migliore, com atuação na região da antiga Iugoslávia, desde 1995. 

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.