Os desafios e as recompensas dos relacionamentos

Os desafios e as recompensas dos relacionamentos

Você provavelmente só entendeu os aspectos científicos da Lei da Gravitação quando alguém lhe deu uma boa explicação sobre o assunto. Entretanto, desde que nasceu está sujeito à gravidade e começou a perceber seu efeito básico na primeira vez que tentou sentar e tombou: “Tudo que sobe desce.” Anos mais tarde veio outra lição: “Quanto maior o coqueiro, maior o tombo.” São lições duras que aprendemos na infância, mas é graças a elas que hoje manuseamos peças delicadas de louça sem as espatifar e não quebramos um osso cada vez que subimos uma escada. A gravidade produz benefícios e consequências indesejáveis. Sem pensar nessa força nem reconhecer sua contribuição, fazemos cesta em uma partida de basquete, apanhamos água da torneira, conferimos nosso peso e realizamos milhares de outras tarefas.

Assim como Deus criou a gravidade e as outras forças físicas que governam o mundo material, estabeleceu forças espirituais cujas leis regem nosso relacionamento com Ele e com os outros. Se a gravidade é nosso ponto de partida para o entendimento das realidades físicas, o amor de pai e de mãe é o início da aprendizagem sobre as relações. Enquanto bebês, o amor de nossos pais é tudo que precisamos para nos sentirmos seguros e completos. Mas conforme crescemos e nossos mundos se expandem, surgem situações e relações mais complexas. Descobrimos que a gravidade não é a única força natural em atuação e que nem todos nos amam como nossos pais.

As relações interpessoais costumam estar entre os maiores desafios da vida, e também onde ceifamos as melhores recompensas. Como podemos contribuir ao máximo com nossas interações com os outros e melhor usufruir delas? Por onde devemos começar? Jesus nos ensinou o caminho ao dizer: “Como o Pai Me amou, também Eu vos amei” e “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei.”[1] E tão certo quanto a Lei da Gravidade é o fato de que quanto mais profundamente conhecermos Jesus, mais vivenciaremos Seu amor e mais ele se manifestará nas nossas relações com os outros.

1. João 15:9,12

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana é editor da revista Contato desde sua primeira edição, em 2001. Mário é fundador e diretor do Projeto Resgate, uma organização sem fins lucrativos em Joinville, SC.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.