Abi May

Abi May (também creditada como Chris Hunt) foi contribuinte da Contato na Grã-Bretanha.

Flores do céu

Não surpreende que a Bíblia tenha inspirado tantos artistas. Seus textos são repletos de descrições vívidas. Vejamos um exemplo: “Vocês têm plantado muito, e colhido pouco. Comem, mas não se fartam. Bebem, mas não se satisfazem. Vestem-se, mas não se aquecem. Aquele que recebe salário, recebe-o para colocá-lo numa bolsa furada!”1 Tão verdadeiro hoje quanto o era dois milênios atrás, podemos visualizar aquilo ao que o profeta se refere: insatisfação no trabalho, a luta para pagar as contas, tentativas vãs de acompanhar as imposições da moda e o achatamento do poder de compra do dinheiro.

Primeiras tentativas

Na Bíblia, encontramos o relato de um empreendimento ambicioso de um grupo de pessoas. Infelizmente, para eles, a construção do primeiro arranha-céu — a Torre de Babel — teve consequências que eles não previram. Na verdade, o projeto virou sinônimo de confusão.1

Com os pés na lua

Há 45 anos, em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong declarou: “Este é um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade.” A ocasião era importantíssima: pela primeira vez, um membro da espécie humana pisava na superfície lunar.

A expertise tecnológica levou a tripulação da Apollo aonde ninguém havia ido até então e é difícil imaginar os pensamentos e emoções dos astronautas e suas famílias. Contudo, há um incidente menos conhecido, mas revelador, ocorrido pouco depois da alunissagem, ou seja, do pouso na Lua.

Nove dicas para sobreviver às festas de fim de ano

Muita gente desfruta as festividades, curte o feriado, deleita-se com as iguarias, revisita memórias felizes e desfruta a companhia de familiares e amigos. Mas não é assim para todos. O Natal pode ser um dos momentos mais difíceis do ano para os que sofrem de depressão. Na verdade, os estudos mostram que é nessa época que aumentam consideravelmente as tentativas de suicídio e as consultas sobre divórcio.

Dezembro: o mês extraordinário

Dezembro é um mês de extras. De um modo geral, há trabalho extra de preparação em casa, visitantes extras e despesas extras. A maioria das pessoas tem um tempo extra longe dos estudos ou dos empregos. Muitas igrejas veem um número extra de pessoas em seus bancos. As instituições filantrópicas recebem doações extras e até voluntários extras. É comum inclusive comermos e bebermos em quantidades extras este mês e, como resultado, acumularmos uns quilinhos extras também.

Içar velas!

Meu velho amigo, Jack, vivia em uma casa ampla, em bairro residencial agradável e bem arborizado. Era um excelente lugar para criar os filhos, mas já faz tempo que eles cresceram, casaram e se mudaram. Há 15 anos, a empresa de Jack faliu e, a despeito de a lógica financeira e prática indicar que o casal deveria diminuir seus ativos e despesas, Jack e a esposa eram muito apegados ao seu lar e sempre adiaram a difícil decisão de se desfazerem dele. Ficaram com o imóvel, esperando que as coisas melhorassem, mas, as dívidas se acumularam ao longo dos anos até que o inevitável aconteceu: tiveram de vender a casa. Infelizmente, o negócio se fez quando o mercado de imóveis desabara e o valor resultante da venda não bastou para quitar as dívidas.

Decisões pródigas

Das parábolas contadas por Jesus, a do filho pródigo é provavelmente a mais conhecida.Narra a história de um jovem que deixa o lar, desvia-se do bom caminho, arrepende-se e volta para casa, onde recebe as amorosas e calorosas boas-vindas do pai. O tema aparece incontáveis vezes na literatura, na vida, na pintura, no balé, na música e até na capa da segunda edição do álbum Beggar's Banquet da banda Rolling Stones.

O mistério da figueira

O figo é um fruto do qual falam os textos bíblicos e que ainda é bem conhecido hoje, seja in natura — tenro e suculento —, seja desidratado — doce e firme. As figueiras são comuns nas paisagens das narrativas da Bíblia e muitas vezes simbolizaram segurança e prosperidade.1

Coragem sob o fogo

Podemos dizer que há vários tipos de heroísmo. Existem os atos heroicos do cotidiano realizados por anônimos que entram em cena e salvam o dia das formas mais inusitadas. Há também os admirados heróis famosos, como os pioneiros da medicina, os defensores da paz e da justiça, os campeões da fé. Então, em uma categoria à parte, está o maior super-herói de todas as eras: Jesus, que conquistou a morte para Seu benefício e de todos que creem.1

Ao seu dispor

Que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. — 2 Coríntios 1:4

Se alguém a quem queremos bem se mudasse para o outro lado do planeta e perdêssemos o contato com essa pessoa, sentiríamos saudades, ficaríamos ansiosos para receber notícias e sofreríamos com o afastamento. Mais duro ainda seria se a pessoa morresse! Mesmo para os que têm fé na vida após a morte, esta existência certamente ficaria diferente e isso é difícil de suportar.

<Page 3 of 12>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.