Olivia Bauer

Olivia Bauer é consultora de comunicações em Winnipeg, Canadá.

Um cogumelo errante

Enquanto picava legumes para o jantar, por duas vezes tive de impedir que um cogumelo desgarrado caísse do balcão.

Você é tão bom pra mim, Deus — pensei.

Lembrava-me do cadastro que preenchera naquela manhã para alugar um apartamento. Por favor, seja bom comigo e faça com que meu cadastro seja aprovado — como se alguma vez Deus não tivesse sido bom.

Um cego me ensinou

Eu havia mudado fazia pouco tempo para Winnipeg. Como meu apartamento ainda não dispunha de conexão com a Internet, dirigi-me à cafeteria Starbucks mais próxima para me conectar à Web e trabalhar um pouco.

No caminho, fiquei em dúvida se havia colocado a carteira na mochila e parei para olhar. Naquele instante, senti uma batida forte no meu tornozelo e, automaticamente, virei para ver quem me estava “atacando”.

Apenas peça

Ainda estava escuro naquela manhã de inverno, quando saí para a universidade, para pegar o passe de ônibus para o mês —um cartãozinho brilhante que possibilita conexões vitais no meu dia-a-dia e reduz os custos com transporte.

A coragem para ser boa

Numa tarde ensolarada, já se vão uns 70 anos, uma jovem e seus amigos assistiam a uma partida de futebol, encantados com a emoção do jogo e a habilidade dos jogadores. De repente, a bola caiu do outro lado da cerca, próximo de onde estavam as crianças.

“Seria ótimo ter uma bola para brincarmos” —observou um dos meninos. “Vamos ficar com ela.”

Mas uma menina discordou. “Não é certo. Não é nossa”, insistindo que devolvessem a bola para o campo.

Esperança eterna

Gloriamo-nos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança, a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou Seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que Ele nos concedeu.” (Romanos 5:2–5).

Essa é uma das passagens bíblicas que mais gosto, mas, por muito tempo tive dificuldade para entender como o caráter produz esperança. Fazia sentido pensar que a perseverança produzisse o caráter, mas como as experiências difíceis que forjam o caráter nos tornariam mais esperançosos?

Ganhos da oração

Faz uns três mil anos,um sábio chamado Agur, disse: “Há três coisas que são maravilhosas demais para mim, há quatro que não conheço.”

É mesmo? Só quatro? —pensei quando li essa declaração. Bom, ele pegou quatro muito especiais.1

Recentemente considerei alguns benefícios que tenho com a oração. Refleti especialmente nos vários aspectos de estabilidade e clareza —equilíbrio interno e graça— que adiciona à minha vida. Copiando o modelo de quatro elementos de Agur, relacionei aqui os principais ganhos que tenho ao orar.

Mentalidade amiga da natureza

Meus pais me ensinaram bons hábitos tais como economizar eletricidade e água, não desperdiçar alimentos e encontrar usos alternativos para as coisas que não mais serviam ao seu propósito original. Nossa família não tinha muito dinheiro, de forma que cuidar bem das coisas era uma escolha lógica e prática. Nunca me ocorreu relacionar esses costumes com o ambientalismo.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.