Roald Watterson

Roald Watterson é editor e desenvolvedor de conteúdo.

Grandes planos e expectativas maiores

Em 2007, os Países Baixos elaboraram um plano de duzentos anos para se adaptarem e se prepararem para as mudanças climáticas.1 Com dois terços da população holandesa vivendo abaixo do nível do mar, as mudanças climáticas podem ter um efeito drástico e trágico naquela nação — daí a extrema cautela.

O guarda-chuva

O ar estava pesado com a iminência da chuva e eu caminhava pelas ruas de Chiba, Japão. Dei uma olhada para as nuvens e não me perdoava por não haver trazido um guarda-chuva. Parecia que o tempo ia abrir, mas não abriu.

O coração de um herói

Lembro de ter memorizado Hebreus 11 quando era criança. O capítulo traz detalhes de sofrimentos e mortes horríveis: “Foram apedrejados; serrados pelo meio; mortos ao fio da espada. Andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra.”1

Precioso e discreto

Tenho assistido ao seriado The X Factor, no qual cantores de todas as regiões dos Estados Unidos participam de uma grande competição de talentos, disputando um contrato de gravação multimilionário. Em cada episódio os jurados escolhem quem vai passar para o próximo nível da competição, com base no talento, claro. Mas procuram também alguém com uma característica específica, alguém que vai dar conta do recado.

Lidando com os reveses

De um modo geral, tramas do tipo “Matilda é feliz, linda, bem-sucedida e viverá feliz para sempre” não produzem as histórias que mais cativam nem se tornam best-sellers. Até mesmo um livro em quadrinhos para crianças precisa ter algum tipo de tensão —alguma dificuldade que deve ser superada antes do final feliz. Quer seja uma história sobre o menino no primeiro dia na escola, ou que conte sobre a garotinha aprendendo a dividir seus brinquedos, não será cativante se tudo começar perfeito.

O que aprendi com Agar

Eu tinha uma ideia básica de Agar pelas várias histórias ilustradas da Bíblia que havia lido quando criança. Este ano, porém, quando resolvi ler a Bíblia de capa a capa, essa história do personagem do Livro de Gênesis me deu nova perspectiva do amor que Deus oferece a cada um de nós.

Há mais de onde este veio

Na minha infância, o dinheiro era pouco. Nunca me faltou o essencial, mas tampouco tive abundância a ponto de poder dar algo despreocupadamente sem sentir um aperto.

Xô, tristeza!

Eu estava de mal humor e não estava fácil melhorar meu astral. Não sou lá muito emotivo nem tenho dificuldades para me automotivar, mas aquela vez estava complicado. E no meio de tudo isso um amigo ganhou um Mercedes-Benz em algum tipo de sorteio!

Primeira reação: Fiquei feliz. Então coisas desse tipo de fato acontecem, inclusive com gente que conheço! Minha segunda reação foi me perguntar: Cadê meu Mercedes-Benz?

Leve-me ao seu mestre!

As crianças —e muitos adultos, inclusive este— adoram o conto de Aladdin, que reúne aventura, artefatos mágicos, a luta do bem contra o mal, e a fantástica história de sucesso de menino mendigo transformado em príncipe por um gênio cheio de poderes. Sem dúvida, o sucesso fácil tem o seu charme. Em vez de autodisciplina e trabalho, Aladdin usa a mágica para atingir seus propósitos.

Cura no Natal

Eiko pesava 31 quilos naquele Natal. Sua pele se esticava sobre o rosto e mesmo as volumosas roupas de inverno não disfarçavam sua extrema magreza. Tinha apenas 13 anos e sofria de um grave distúrbio alimentar desde os nove. Meus pais e nós, seus irmãos, não percebemos muito bem suas dificuldades quando começaram, mas agora o impacto era por demais gritante.

Nossa irmã que outrora fora a alegria da família, mal podia sorrir. Em vez disso, trazia um olhar sério de isolação. Quanto mais a encorajávamos a comer, mais nos repelia. Meus pais assistiam, impotentes, aos quilos caírem de sua figura já tão magra. Passávamos horas em oração e em longas conversas noite adentro, na tentativa de ajudar Eiko a enxergar a realidade da situação: se ela não começasse a comer, logo ela desvaneceria.

<Page 1 of 2>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.