Sally García

Sally García é educadora, missionária e membro da Família Internacional no Chile.

Não espere

Minha amiga Vanessa é uma pessoa ímpar — o exemplo perfeito do Evangelho encadernado em um par de tênis. Quando começou a frequentar nosso estudo bíblico, era mãe solteira de três adolescentes e tinha a vida marcada por altos e baixos. Talvez por isso tinha algo especial, uma alegria contagiante, brilho nos olhos e ria com facilidade, especialmente com piadas sobre si mesma.

Épocas

As mensagens da moda hoje em dia nos ensinam a viver o momento, a praticar mindfulness (atenção plena), a respirar fundo ... Mas, às vezes, nossos momentos são mais que momentos —tornam-se épocas. E isso requer respirar mais de uma vez. Uma das coisas maravilhosas de envelhecer é que já vivi por muitas épocas, assim como muitos de meus amigos. Essas épocas nos deram entendimentos e, à medida que colecionamos experiências de vida, elas se tornam joias a serem valorizada.

Aposentada?

“Você pode ensinar inglês para minha esposa?” Ouvi uma voz atrás de mim perguntar, quando eu escolhia legumes na feira livre do nosso bairro no Chile. Ao me virar, deparei-me com um estranho entusiasmado que disse: “Minha esposa precisa aprender inglês e acho que você é a pessoa certa para lhe ensinar.” Perplexa, expliquei que não era professora de inglês, mas ele não cedeu. Então, relutantemente escrevi meu número de telefone em um pedaço de papel e lhe entreguei.

Sobre pedir perdão

Anos atrás, eu estava em uma situação complicada e desagradável com um dos meus colegas de trabalho. As coisas não melhoraram e fiquei aliviada quando ele finalmente foi para outro local. Algum tempo depois, enviou-me uma mensagem de e-mail com duas palavras simples: “Peço desculpas”.

Crescimento espiritual

Já lhe aconteceu de estar lendo um livro agradável, quando de repente uma frase lhe causa um grande impacto? No livro O Anseio Furioso de Deus1, seu autor, Brennan Manning, escreve:

Uma pausa para meditar

Dezembro é, de longe, o mês mais atarefado para mim. Os dias são tomados por organizar eventos, reciclar brinquedos para dar para crianças carentes, comprar presentes, decorar a casa, planejar as festividades e a ceia de Natal. Depois, vem a celebração de Ano Novo, como uma oportunidade para virar a página e fazer algo novo.

As tribulações do ciclista

Vivemos na área rural de um município pequeno. Nossa vila tem dois acessos e ambos oferecem vários obstáculos a ciclistas, como meu marido e eu.

O diário da gratidão

Não me lembro como se soletra essa palavra! Como expressar esta ideia corretamente? Não consigo passar meus pensamentos para o papel!

Minha habilidade de escrever estava enferrujada. Não tivera muitas oportunidades de ordenar os pensamentos em parágrafos escritos desde a época de escola e as consequências disso estavam diante de mim. Então me lembrei como eu desfrutava um curso de escrita criativa na faculdade e foi assim que nasceu meu diário de louvor.

Meu companheiro de lavar louças

Alguns dos momentos mais importantes com Deus aconteceram enquanto eu lavava louças. Há muitos anos cultivo o hábito de começar a manhã com leitura e oração. Entretanto, o tempo não para e eu preciso levantar e começar as tarefas do dia antes mesmo de sentir que terminei meu tempo com Deus. Parafraseando o antigo hino cristão, “Eu ficaria no jardim Contigo, mas o dia à minha volta começa.”1

Sinto muito

Durante anos, fui monitora de crianças em atividades de recreação. Com toda aquela correria e pulação de crianças boazinhas e sapecas, volta e meia havia trombadas, tropeções, empurrões, etc.

Com frequência, os causadores dos acidentes garantiam: “Não foi minha culpa” ou “Foi sem querer”. Obviamente, identificar o culpado não era a prioridade imediata. O mais importante era o bem-estar da “vítima”.

<Page 1 of 2>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.