Keith Phillips

Keith Philips foi editor-chefe da revista Activated (versão em inglês da Contato) por 14 anos, de 1999 a 2013. Ele e sua esposa, Caryn, trabalham atualmente com pessoas sem-teto nos EUA.

Aulas de natação

Você já notou como algumas pessoas conseguem se manter “na superfície” em meio a problemas e dificuldades, enquanto outras “afundam”? O que diferencia os flutuadores dos afogados? Minhas observações me levam a crer que o maior fator parece ser a capacidade de acreditar no amor de Deus. Os que entendem quanto Ele os ama submergem, sabem que Ele não permitirá que se afoguem. Ao contrário dos demais, não se desgastam tentando manter a cabeça fora da água nem, como acontece nos casos piores, cedem ao pânico, o que apressa o afundamento da vítima. Flutuando sobre sua fé, os nadadores dos mares da vida usam suas energias para chegarem a terra firme.

Quando conheci meu melhor amigo

Eu tinha 21 anos quando li a Bíblia pela primeira vez. Alguém havia sugerido que eu começasse pelo Evangelho segundo João, mas como eu quase nada sabia da Bíblia, não entendia que os Evangelhos eram quatro relatos separados da vida e obra de Jesus. Por isso, iniciei a leitura do Novo Testamento a partir do ponto que me pareceu o mais lógico: o início, o Evangelho segundo Mateus.

Sua morada celestial

Você acreditaria se alguém lhe dissesse que você tem uma casa maravilhosa, novinha em folha e totalmente quitada? E se houvesse um documento atestando sua posse do imóvel, isso o convenceria? A sua curiosidade não ficaria, então, aguçada para saber da aparência e localização da propriedade, informações sobre a vista, os vizinhos, o clima da região em que se encontra e todo tipo de detalhes? Não acha que começaria a sonhar com o dia de se mudar para essa propriedade? E como acha que uma notícia assim afetaria sua vida e prioridades até sua mudança para a nova residência?

Uma mudança que começa no coração

As pessoas são, em diferentes graus, insatisfeitas consigo mesmas e com suas circunstâncias, o que não é necessariamente ruim, visto que o progresso depende de certa dose de insatisfação e, para nos tornarmos tudo que precisamos ser, devemos sonhar em ser mais. O problema é que muitos param por aí. Por quê?

Um Natal diferente

Para muitos milhões de pessoas, o Natal este ano será diferente dos anteriores. Desde a Segunda Guerra Mundial a população global não é afetada dessa forma por uma crise comum a todos. Os que não sentiram diretamente o impacto total da pandemia e da crise econômica mundial estão cercados de pessoas afetadas pela situação. A indústria assim como os setores atacadista e varejista, cujos resultados anuais dependem das vendas natalinas, fazem contas para ver se o faturamento nesse período será suficiente para cobrir os prejuízos até a data. Pessoas que perderam suas empresas se preocupam com o bem-estar de suas famílias e de seus ex-funcionários. Mães e pais desempregados não sabem que tipo de presente terão condições de dar para os filhos no Natal.

Meus três filhos

Vestir meus três filhos com roupas idênticas parecia fazer sentido na época. Os motivos eram vários: facilitava a tarefa de comprar roupas e eles ficavam bonitos vestidos iguaizinhos, especialmente porque se pareciam muito. Em casa, a combinação sugeria que ali havia ordem, ainda que apenas superficialmente, pois a realidade de uma casa com três meninos é de constante movimento.

Um bom começo

Clark e Mary estavam apaixonados. Ele a pediu em casamento e ela aceitou. Mas a coisa não era tão simples. Clark sabia que para ter um casamento feliz e harmonioso, precisava da aprovação de Clarence e Goldie, pais de Mary — especialmente Goldie. Ele ouvira falar que sogras podem ser... digamos... um pouco difíceis. Então, quando chegou a hora de lhes contar a decisão, Clark se preparou para o pior e esperou o melhor.

A oferta

Faz alguns anos, uma sequência de erros me deixou irritado e desanimado. Implorei a Deus que me transformasse em um robô, programado para sempre fazer o que Ele sabe ser o melhor. Você sabe que no fundo, tudo que eu quero é fazer o que é certo, mas minhas decisões erradas e impensadas sempre atrapalham! Não dá para Você me reprogramar para que eu sempre tome a decisão certa e faça o que é certo? Pense em quão melhor para o mundo seria!

Alívio do estresse

O alívio do estresse se tornou um negócio multibilionário e multifacetado. Legiões de especialistas distribuem os mais variados conselhos. Alguns apontam a gestão do tempo como resposta, ou seja, que o estrese diminuirá se melhorarmos nossa habilidade de fazer malabarismo com tudo que temos de fazer. Outros garantem que o segredo é a paciência: ser ambicioso, mas concentrar-se em metas menos intimidadoras de curto e médio prazo. Há os que aconselhem a reavaliação de nossas prioridades pelo prisma da qualidade de vida e que devemos nos ater ao que é mais importante. E não faltam os que sugerem uma abordagem mais espiritual, segundo a qual devemos procurar aliviar o estresse pela ioga, meditação ou práticas similares. Em quem acreditar?

Reis e rainhas

Há alguns anos, fazia sucesso uma canção que falava sobre corrigir os erros do mundo. Não me lembro de toda a letra, mas a ideia geral era “Se eu fosse o rei do mundo, as coisas seriam diferentes”. Não haveria guerras, ódio, sofrimento nem nenhum desses males que atormentam nosso planeta.

<Page 1 of 4>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.