Consolo - Março de 2021

Você se desesperou com a vida? Não sabe como seguir em frente? A pressão é demais? Ou conhece alguém nessa situação? Se a sua resposta a qualquer uma destas perguntas for "sim", continue lendo para descobrir como se beneficiar do encorajamento e conforto oferecidos por seu Pai celestial.

Por que sofremos?

Por que sofremos?

É um assunto que a maioria se esforça para não pensar mais que o necessário, mas não há como negar: há muito sofrimento no mundo. Inocentes são mortos, mutilados ou expulsos de seus lares por guerras cruéis e injustas, desastres naturais e catástrofes causadas pelo homem. O câncer, a AIDS e outras doenças ceifam milhões de vidas todos os anos, muitas vezes depois de meses ou anos de aflição. A lista não acaba. “Por que a vida é assim?”, muitos indagam. E aqui cabe ainda outra pergunta que atravessa as eras: “Por que Deus permite o sofrimento?”

A árvore da tempestade

A árvore da tempestade

Se você já sentiu que toda a sua vida foi abalada e você ficou sem saber como chegar ao dia seguinte, inspire-se na história do Carvalho de Turner — uma árvore gigantesca de 16 metros de altura, plantada em 1798 e que pode ser visitada hoje no Jardim Botânico Real Kew, ao Sul de Londres. Nos anos 80, a árvore adoeceu de tal forma que parecia que sua vida chegara ao fim.

Jesus consola Seus discípulos

Jesus consola Seus discípulos

Quando Jesus disse a Seus discípulos pela primeira vez que em breve os deixaria, eles ficaram muito perplexos e Lhe fizeram todo tipo de perguntas. A ideia da Sua partida era quase demais para suportarem.

Para os consolar, Jesus lhes disse: “Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, Eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar. E se Eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para Mim, para que vocês estejam onde Eu estiver. Vocês conhecem o caminho para onde vou.”1

Encontro com o Consolador

Encontro com o Consolador

Em João 14:26, Jesus prometeu que após deixar este mundo, enviaria o Espírito Santo para confortar Seus seguidores: “O Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em Meu nome, vos ensinará todas as coisas.”

Essa promessa está gravada na minha memória desde a infância. Mas foi só quando cheguei aos meus vinte e poucos anos que encontrei “o Consolador” para mim.

Como abelhas

Como abelhas

Você já tentou dormir com uma mosca ou mosquito no quarto? Você está lá deitado, quase dormindo, e então bzzzzz — lá vem a mosca bem na sua cara. Algumas moscas são tão atrevidas que chegam a pousar bem no seu rosto ou orelha.

Aí você está quase dormindo de novo, e bzzzzz ... PLAFT! Larga um tapa! Você está cansado demais para levantar e matar o bicho, mas tampouco consegue dormir.

A casa de gelo

A casa de gelo

Eu era bem pequena, quando meu avô me mostrou pela primeira vez a casa de gelo em sua fazenda. Depois que as vacas eram ordenhadas, o leite cru colocado em garrafas esterilizadas que ficavam submersas em água gelada, na casa de gelo. Naquela época, em 1952, a propriedade não dispunha de uma câmara com refrigeração, então aquele ambiente tinha paredes com um bom isolamento e uma porta grossa para evitar a entrada de calor. As garrafas de leite eram mantidas em água gelada em um grande tanque de metal até que, ainda muito cedo, todas as manhãs, as caixas de madeira de garrafas de vidro eram colocadas com grandes pedaços de gelo no caminhão e entregues às casas vizinhas. Leite fresco todos os dias.

Filho do Céu

Filho do Céu

Esta é a história do nosso filho Gabriel. Ele nasceu com síndrome de Down e era realmente uma criança especial. Embora só tenha vivido nesta terra por dois anos e quatro meses, o Senhor o usou para tocar muitas outras vidas e nos ensinar inúmeras lições preciosas de amor, fé, convicção, perseverança, compaixão, humildade, coragem, oração e a realidade de Romanos 8:28: “Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus.”

O especial

O especial

Sandra estava muito mal naquele dia de inverno quando empurrou a porta para entrar na floricultura. Sua vida tinha sido fácil e agradável, como uma brisa da primavera. Então, no quarto mês de sua segunda gravidez, um acidente de carro roubou sua felicidade. Não fosse por isso, seu filho estaria nascendo naquela semana e isso intensificou seu sentimento de perda. Como se não bastasse, a empresa do marido ameaçou transferi-lo para outra cidade e, sua irmã, cuja visita ela ansiava receber, ligou dizendo que não viria. Para piorar, a amiga de Sandra a enfureceu sugerindo que sua dor era um caminho dado por Deus para a maturidade que a ensinaria a ser grata pelas coisas boas em sua vida e permitiria que ela tivesse empatia com outros que sofrem.

A arte de trazer ânimo

A arte de trazer ânimo

Enquanto escrevo isso, uma grande amiga minha está enfrentando uma sequência de ondas de más notícias. Seu marido foi demitido depois de 27 anos dedicados à empresa, ela fez uma mamografia que levantou suspeitas, tiveram de sacrificar o animal de estimação da família. Nada disso é uma tragédia, mas são coisas do tipo que leva o ser humano a perguntar: “Por que, Deus?” ou “Você está aí, Deus? Por acaso notou essas coisas? Você se importa?”

O santuário

O santuário

Vejo suas lutas e ouço seus pedidos de socorro. Quando se sentir só, saiba que estarei ao seu lado. Sinto seu sofrer e espero que Me busque em oração. Entre no Meu santuário, neste lugar secreto que podemos compartilhar. Ali aliviarei suas preocupações e porei fim às suas inquietações e confusão. É onde poderei lhe restaurar o sentimento de propósito e renovar suas forças para continuar.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.