O espelho hobbit

O espelho hobbit

Finalmente consegui mudar algo que por muito tempo me desanimava. Faz alguns anos, instalamos atrás da porta do quarto um espelho de baixa qualidade que era quase como um espelho de casa de diversões. Quanto mais a pessoa na frente do espelho se afastava dele, mais baixa e larga ela parecia. Alguns de meus amigos o chamam de “o espelho Hobbit”, porque o reflexo de alguém do ponto mais distante do quarto deixa a pessoa muito parecida a um hobbit.

O tal espelho ficou lá tantos anos que havia me acostumado. Eu me olhava quando experimentava alguma peça de roupa e pensava: Eu não estou tão feia quanto meu reflexo sugere. Depois de um tempo, porém, ver minha imagem assim distorcida começou a me afetar e passei a me achar horrível.

A fatídica gota d’água pingou hoje de manhã, quando experimentei um lindo vestido e o espelho hobbit me disse que parecia terrível. Sem aceitar a avaliação e munida de chave-de-fenda, substituí o espelho distorcedor por outro, que ficava em outra parte da casa.

O substituto não faz milagres, mas revela a verdade. Não me deixa alta e magra, mas me dá uma opinião sincera e verdadeira sobre mim mesma. Além de ser mais saudável para mim, passei a ter uma avaliação adequada de minha aparência, poupando-me do esforço de decidir quão verdadeiro era o reflexo diante de mim.

Toda essa situação me levou a avaliar quantos “espelhos hobbits” tenho na vida. Quantas coisas me dão opiniões incorretas que uso para me orientar? Existem pessoas que se recusam a me ver como realmente sou e me dizem que sou algo que não sou? Existem objetos ou fotos que não refletem exatamente quem sou? Estou realmente retratando a pessoa que Deus me criou para ser? Vejo as coisas tais como são ou permito que sejam distorcidas? Deixo-me influenciar por imagens deformadas da realidade?

A única maneira de ver as coisas como realmente são é pela imagem precisa e sincera, a qual posso obter pela busca atenta da verdade na Palavra de Deus. Diante dela, posso discernir o que precisa ser mudado, sem o risco de pequenas falhas serem exageradas ou de uma distorção da realidade.

Joyce Suttin

Joyce Suttin

Joyce Suttin é educadora, casada e vive em San Antonio, Texas. Faz seleção e edição online de textos motivacionais e é autora vários artigos dessa natureza, muitos dos quais publicados pela revista Contato.

Mais nesta categoria « Sentindo-me bonita
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.