Saúde e seu corpo

Saúde e seu corpo

Nossos corpos são o templo do Espírito Santo,1 e Deus nos incumbiu de cuidar deles bem e diligentemente. Jesus pagou um preço alto para que nos tornássemos dEle, de forma que devemos investir o esforço necessário no cuidado de nossa saúde. Cuidar bem de nossos corpos e nossa saúde é um resultado natural de amarmos a nós mesmos e valorizarmos o dom da vida que Deus nos concedeu.

É possível que você seja tentado a achar que não pode se dar ao luxo de dar atenção a essas coisas porque custam muito dinheiro ou tempo. É o que sinto às vezes. Mas, em última análise, esforçar-se para ficar com boa saúde é evitar doenças que podem ter consequências graves e ser mais caro.

Como sempre haverá opiniões diferentes quando se trata de questões de saúde, cada pessoa deve tomar as próprias decisões baseadas no que funciona para si, levando em conta suas circunstâncias particulares e as necessidades do seu corpo. Entretanto, vamos olhar os cinco pontos para ter boa saúde e aptidão física, os quais você pode considerar adotar.

Número 1: Faça escolhas saudáveis.
Um dos segredos para manter a saúde e a aptidão física é a escolha dos alimentos. Ao longo do tempo, surgiram muitas dietas populares e filosofias de alimentação. Em determinado momento, foram enfatizadas as dietas com base em alimentos com baixo teor de gordura, que resultaram no aumento de consumo de açúcar, alimentos processados e cereais (na forma de pão, massas, etc.). O que, no fim das contas, não foi bom.

Para a maioria, uma dieta bem equilibrada que, de um modo geral, conduz à boa saúde, requer:

  • Consumir uma grande variedade de alimentos preparados por você mesmo ou por outra pessoa. Isso significa evitar alimentos processados ou que já vêm embalados prontos para consumo.
  • Evitar o açúcar, glucose de milho e adoçantes artificiais.
  • Comer muitas frutas, legumes e verduras frescas, de várias cores.
  • Consumir óleos saudáveis com ácidos graxos ômega-3, tais como os encontrados nos peixes, nas nozes, nas sementes e no abacate, assim como no azeite de oliva extra virgem e no óleo de coco.
  • Preservar a flora intestinal para proteger seu sistema imunológico, evitando para isso o uso desnecessário de antibióticos e mantendo uma dieta equilibrada pobre em açúcar e grãos refinados (farinha branca, arroz branco) e que inclua probióticos naturais (bactérias boas) tais como o iogurte caseiro não adoçado e outros alimentos fermentados. Isso manterá o seu sistema imunológico forte.
  • Beber muita água pura. Aproximadamente oito copos de 250 ml é uma boa quantidade para um adulto de porte médio vivendo um clima moderado.
  • Limite o consumo de cafeína e álcool.
  • E, claro, não fume.

Número 2: Mantenha o peso adequado.
Quem tem problemas com peso excessivo ou obesidade sabe que não é uma batalha simples de travar. O sobrepeso é um problema de grandes proporções. Segundo um artigo recente da BBC, a obesidade no mundo quadruplicou desde 1980.2

O sobrepeso ou a obesidade é um fator de risco maior para doenças cardiovasculares (principalmente cardiopatias e infarto) diabete, transtornos musculoesqueléticos (especialmente artrose — uma doença degenerativa das articulações altamente incapacitante) e alguns tipos de câncer.

O sobrepeso e a obesidade (e os males associados às duas condições) são, de um modo geral, evitáveis. Não é fácil reverter essas condições, mas, com a graça e a ajuda de Deus, é possível. A Bíblia promete: “E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido.”3

Número 3. Exercite-se regularmente.
A atividade física é essencial para manter o peso em um nível saudável, mas também aumenta a energia, melhora a força, o tônus e a resistência musculares, faz a pessoa se sentir mais feliz, reduz o estresse, a ansiedade e a depressão, ajuda você a parecer e se sentir mais jovem, diminui a gordura corpórea, fortalece os ossos, melhora a concentração, aumenta a produtividade, estimula a criatividade, promove o sono reparador, aumenta a libido, melhora relacionamentos, fortalece as funções imunológicas, aumenta a mobilidade das articulações, melhora a postura, trata e previne mais de 40 doenças crônicas.4

O segredo é manter-se ativo, movimentar-se e fazê-lo com frequência. “Segundo a Mayo Clinic, ficar sentado é o novo tabagismo. Sentar-se por períodos prolongados (três a quatro horas de uma só vez) equivale a fumar um maço e meio de cigarros por DIA.”5

Número 4. Diminua o estresse.
O estresse é parte da vida e resulta de várias preocupações, tais como doenças, dores crônicas, problemas financeiros, assuntos profissionais, conflitos de relacionamento, questões envolvendo os filhos e muito mais.

Se não for tratado, o estresse alto prolongado pode se tornar uma condição crônica, capaz de gerar problemas de saúde, dentre os quais ansiedade, insônia, dor muscular, pressão arterial alta e o enfraquecimento do sistema imunológico. As pesquisas apontam que o estresse pode inclusive contribuir para o desenvolvimento de doenças como cardiopatias, depressão e obesidade, ou pioram doenças pré-existente.6

A redução do estresse em nossas vidas pode ser obtida de muitas maneiras diferentes e cada pessoa precisa descobrir o que funciona para si pessoalmente. Muitas vezes, sinto-me estressado quando exagero no trabalho, fico ocupado demais, tenho compromissos e obrigações em excesso. Quando isso acontece, tento fazer um esforço consciente para ir mais devagar, descansar, relaxar mais e passar mais tempo com Deus. “Lança o teu fardo sobre o Senhor, e Ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado”.7

Número 5. Desfrute a vida, seja feliz e tenha uma perspectiva positiva!
Segue um trecho de um artigo com uma percepção muito interessante, intitulado “A felicidade é a chave para se viver mais”:

Ruut Veenhoven, da Universidade Erasmo de Roterdã [afirmou]: “A felicidade não cura, mas evita doenças.” …
Depois de analisar 30 estudos realizados em todo o mundo por um período de 60 anos, o professor holandês disse que os efeitos da longevidade são comparáveis à diferença entre ter ou não ter o hábito de fumar.
A aptidão especial para se sentir bem, afirma o estudioso, pode se traduzir em 7,5 a 10 anos de vida. …
Os indivíduos felizes costumam vigiar mais o próprio peso, percebem mais facilmente os sintomas de doenças, tendem a ser mais moderados no uso de cigarros e bebidas e, em geral, têm vidas mais saudáveis.
Gente feliz costuma ser mais ativa, mais aberta ao mundo, mais autoconfiante, faz melhores escolhas e tem uma vida social mais ativa.8

Vou concluir com algumas linhas da primeira parte do livro de Rick Warren, O Plano de Daniel:

A saúde não se resume a um programa. Ser saudável resulta de reconhecer e usar o poder de Deus na sua vida e tratar seu corpo e mente com o cuidado devido.
Onde Deus guia, também providencia. Ele o equipará para realizar a obra para a qual chamar. Ele não precisa da sua resistência física nem força de vontade, mas quer o seu compromisso. Deseja que você tenha uma vida abundante que inclui uma fé vibrante, um corpo vibrante e uma mente vibrante, para o que você tem de se apoiar em Jesus. ...
É preciso acreditar que é possível ser saudável, mesmo que você não tenha nenhuma evidência disso. Hebreus 11:1 diz: “Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem.”…
…Você jamais alcançará a saúde plena sem dar atenção às dimensões espirituais da vida. … [O segredo] não é “virar espiritual”, mas relaxar na graça de Deus, para que Ele possa, por seu intermédio realizar o que deseja.9

1. Ver 1 Coríntios 3:16–17.
2. “Obesity quadruples to nearly one billion in developing world,” BBC News, 03/01/2014.
3. Gálatas 6:9
4. Esta lista é baseada no livro de Rick Warren, The Daniel Plan: 40 Days to a Healthier Life (Grand Rapids, MI: Zondervan, 2013), 41.
5. Ibid., 163, baseado no artigo: James Vlashos, “Is Sitting a Lethal Activity?” The New York Times, 14/04/2011.
6. Alexandra Sifferlin, “The Most Stressed-Out Generation? Young Adults,” TIME, Feb. 7, 2013.
7. Salmo 55:22
8. “Happiness is key to longer life,” AFP, August 14, 2008.
9. Warren, The Daniel Plan, 33–34,52.

Peter Amsterdam

Peter Amsterdam

Peter Amsterdam participa ativamente do serviço cristão desde 1971. Em 1995, tornou-se diretor (junto com sua esposa, Maria Fontaine) da comunidade cristã conhecida como A Família Internacional. É autor de diversos artigos de teologia e sobre a fé. (Os textos escritos por Peter Amsterdam usados na Contato são adaptações.)

Mais nesta categoria « Uma flexão Saí para correr »
Copyright 2019 © Activated. All rights reserved.