Jesus e minha mochila

Jesus e minha mochila

Ao longo dos anos, minha mochila sofreu muito. Já esteve comigo sob o sol inclemente e quando chovia aos borbotões; circulou vezes sem conta pelo meu bairro e viajou comigo para terras distantes, do outro lado do oceano. Participou comigo de projetos humanitários e me acompanhou em viagens de férias. Na verdade, esteve comigo em quase todos os lugares aonde fui.

Ainda assim, fui pego de surpresa quando ela começou a apresentar problemas para fechar — o zíper não funcionava direito — e fiquei chateado que não pude usar a bolsa normalmente. Mesmo assim, insisti, levando-a por aí meio fechada e meio aberta, ou até carregando-a nos braços, apertando uma metade contra a outra para impedir que seu conteúdo caísse. Como o restante do mochila estava em boas condições, eu não via por que aquele problema me impediria de usá-la.

Um dia, porém, a situação passou do limite e reagi com raiva quando, ao tentar pegar minha mochila, vi tudo que estava nela se derramar pelo chão. “Por que você não manda consertar essa coisa?” — sugeriu minha esposa. Levei apenas alguns segundos para perceber que ela estava certa e foi o que fiz.

O reparo foi rápido e minha companheira ficou como nova! Ainda a uso e tudo nela funciona perfeitamente. Foi bobeira minha ter esperado tanto para um conserto tão simples.

Essa experiência me fez refletir sobre minha vida e as situações boas, más, fáceis e terríveis pelas quais passo. Não é raro minha própria força chegar ao limite. E minhas idas e vindas entre provações e alegrias acabam afetando minha capacidade de funcionar corretamente.

No entanto, muitas vezes me recuso a reconhecer a necessidade de ajuda, um problema que tento ignorar e que sufoca meu espírito. Sigo em frente lidando com metades: meio produtivo, meio alegre, meio realizado, quando minha alma poderia ser inteiramente renovada. Jesus ofereceu reparação completa quando disse: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Eu sou a videira, vós sois os ramos. Se alguém permanece em Mim, e Eu nele, esse dá muito fruto.”1

Hoje, não esqueço que, onde quer que eu vá e em qualquer situação em que me encontre, Jesus está comigo. Sua força dá conta de qualquer fardo e Suas misericórdias se renovam a cada manhã.2 Se eu O mantiver no centro da minha existência, pouco importa o que acontece, Ele nunca vai me abandonar.

1. Mateus 11:28; João 15:5
2. Ver Filipenses 4:13; Lamentações 3:22–23.

Chris Mizrany

Chris Mizrany

Chris Mizrany é missionário, web designer, e fotógrafo na organização Helping Hand, sediada na Cidade do Cabo, África do Sul.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.