O som do silêncio

O som do silêncio

Minha rotina matinal é mais ou menos assim: o despertador toca e fico mais um momentinho na cama para orar pelo dia. Depois de levantar, dou uma olhada na minha caixa de entrada, leio ou ouço algo devocional e inspirador, às vezes distraída pela minha correspondência ou lista de afazeres. Então me visto, tomo o café da manhã e saio para trabalhar.

Meu dia é cheio de sons e ação; passo o dia inteiro ouvindo, pensando, falando, digitando e, à noite, relaxo lendo algo, conversando com um amigo, ou assistindo a algo engraçado na TV. Até mesmo quando vou dormir, coloco algo para ouvir. A vida é um constante processo mental. Recebo input, informações, reações e penso o tempo todo. Não tenho um momento de silêncio, a não ser que defina tempo e lugar para isso.

Para mim, meditar é acalmar a mente, ficar em silêncio, respirar fundo, estar agradecida e refletir. Não é hora de eu tentar realizar ou fazer mais nada mentalmente. Meditação é algo para o qual sou naturalmente atraída e, se passo alguns dias sem alguma forma de meditação, começo a sentir falta.

Fui criada em uma família numerosa, com muita movimentação, agitação e barulho, de modo que desde pequena busquei a solidão e a quietude. Durante a adolescência, subia num galho de uma jaqueira enorme, perto da nossa varanda que dava para o nosso jardim. Lá eu lia e escrevia, ou às vezes só ficava sentada pensando.

Recentemente, porém, resolvi fazer minha meditação enquanto fazia minha rotina de exercícios. Enquanto corria ou caminhava, geralmente num lugar lindo e tranquilo, entrava no modo meditação.

O mundo é cheio de informação, música, mídia e distrações. Tem tanto que pode nos distrair de pensarmos — como assistir a algo leve depois de um dia especialmente difícil. E apesar de essas atividades que tiram a mente do dia e seus problemas serem relaxantes, a pureza e a beleza da meditação podem, além de relaxar, me energizar para encarar os desafios da vida.

Uma vez li que meditar na Palavra de Deus é um pouco como a filtragem de um líquido. Às vezes, temos de esperar uma quantidade de líquido passar pelo filtro lentamente antes de poder acrescentar mais ao processo. Quando meditamos e refletimos na Palavra de Deus, é como se o conteúdo fosse derramado lentamente em nossos corações e mentes, até chegar ao fundo de nossas almas. Isso permite que a água da Palavra traspasse a superfície da mente e penetre no coração, para regar as sementes de mudança e crescimento.

Assim como nosso corpo precisa de tempo para digerir e assimilar os nutrientes dos alimentos para podermos nos beneficiar deles, meditar na Palavra de Deus é como digerir espiritualmente o que lemos para podermos nos beneficiar plenamente do alimento.

A Bíblia fala muito sobre meditação, especialmente nos Salmos, visto que Davi obviamente era um ávido meditador. “Quando me deito lembro-me de Ti; penso em Ti durante as vigílias da noite.”1 ”Meditarei em todas as Tuas obras e considerarei todos os Teus feitos.”2 “Meditarei nos Teus preceitos e darei atenção às Tuas veredas.”3

Aqui está algo que li recentemente:

Moisés também entendia a importância de estar a sós com Deus. Ele tinha milhões de pessoas em pleno deserto, esperando sua orientação, suas instruções e perguntando: “O que vamos comer? O que vamos beber? Aonde estamos indo? O que vamos fazer?” E o que Moisés fez? Foi para o topo da montanha e ficou lá a sós com o Senhor por 40 dias!4
Jesus também teve de passar tempo longe das multidões e até mesmo de Seus discípulos e amigos, para comungar com Deus e receber o poder que precisava para seguir em frente e cumprir com o Seu propósito.”5 6

Ficar quieto pode ser difícil!

Deus nos diz: “Aquietai-vos, e sabei que Eu sou Deus”7 e “na quietude e na confiança está o seu vigor”8 É preciso dedicar tempo para estar quietos. Em 1 Tessalonicenses 4:11 lemos que precisamos até mesmo “procurar viver quietos”.

Alguns tentam ficar em silêncio diante de Deus, mas logo suas mentes são invadidas por mil e um pensamentos, preocupações, etc. Se este for o seu caso, sugiro que busque recursos para evitar isso. Como a música contribui para esvaziar minha mente, fiz uma seleção de canções que me ajudam a me desligar. Mas cada pessoa é diferente e você vai ter de descobrir o que fazer para desfrutar da meditação — ou até mesmo se vai desfrutar — e ver o que funciona melhor neste momento de sua vida, sabendo que essas preferências ou métodos podem variar conforme situação mudar.

Por exemplo, se ficar sentado sem fazer nada o deixa irrequieto, então seria melhor tentar meditar enquanto faz uma caminhada ou anda de bicicleta. Se estar ao ar livre não funciona para você, encontre um lugar aconchegante na sua casa ou algum lugar no qual desfrute estar e se aquiete aí. Independentemente do que você faça ou de onde esteja, a ideia é estar a sós com Deus. Não se cobre nenhuma realização nesse tempo nem ache que deva sentir nada específico. Apenas desfrute a tranquilidade e veja o que isso faz por você.

Este é um exercício de meditação, para ajudá-lo a entrar nesse estado de quietude:

Imagine uma cena de uma cidade confusa e barulhenta na hora do rush, com buzinas tocando, centenas de pessoas andando de um lado para o outro na calçada e atravessando as ruas, ou seja: muita confusão e agitação. Então, feche a porta desta cena e abra outra que o leve para uma paisagem na qual vê campos gramados e lindas flores, ou uma cachoeira em uma mata onde tudo é puro, limpo e verdejante. Ou uma cena de montanhas altas e majestosas com o topo coberto de neve, com uma vista de tirar o fôlego e uma brisa fresca.
O mundo está aqui para você desfrutar, apreciar e para ajudá-lo a se conectar com Deus. Ele está em toda a linda criação e quando você valorizar a natureza e valorizar Deus.9

Acho que existe algo mágico na meditação. Quando estou a sós e em silêncio com Deus, sinto-o mais próximo. A meditação me ajuda a colocar minha mente e coração mais perto da mente e coração de Deus, de modo que passo a pensar e sentir mais como Ele, alinho minhas perspectivas às dEle, expressas em Sua Palavra. Assim cresce meu entendimento de Sua mensagem e aprendo a viver como acredito que Ele quer.

Fui ao jardim sozinho,
O orvalho ainda fresco nas rosas.
E a voz que ouvi soar
Em meus ouvidos a falar
Revelava o Filho de Deus.
E Ele andou comigo
E falou comigo
E me disse que eu era Seu
E grande era a alegria, que em nós havia
Ninguém nunca conheceu.
—Charles Austin Miles (1868–1946)
1. Salmo 63:6
2. Salmo 77:12
3. Salmo 119:15
4. Ver Êxodo 34:28.
5. Marcos 1:35 NVI
6. David Brandt Berg (1919–1994)
7. Salmo 46:10
8. Isaías 30:15
9.Maria Fontaine
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.