A vida

Esperando o final feliz

A vida é repleta de escolhas. Todos os dias há escolhas, grandes e pequenas, e cada dia que passa aumenta o legado de decisões feitas. Dentre elas existem as boas, as ruins, as que têm seu lado bom e seu lado mau, e aquelas que ainda não temos certeza se foram boas ou más. Contudo, todas, invariavelmente, contribuíram para nos tornarmos o que somos.

Aqui estão alguns princípios que me são úteis quando avalio o passado e as coisas que me trouxeram ao ponto em que me encontro hoje.

É verdade que algumas pessoas “têm a vida que pediram a Deus”?

Pergunta: Por que a vida de algumas pessoas parece um sonho? São bonitas, têm saúde perfeita, muitos talentos e nunca lhes faltam amigos. Em suma: têm tudo. Mas, por outro lado, existem aquelas cujas dificuldades e problemas parecem não ter fim.

Resposta: Muitas vezes, as coisas não parecem justas nem equilibradas, mas muito acontece na vida de cada pessoa que os outros desconhecem. As sábias palavras do Rei Salomão ensinam: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”1 Nem todos passam por dificuldades ao mesmo tempo, mas todo mundo tem sua parcela de dificuldades na vida.

Senso de valores

Sentada numa cafeteria de frente para o mar,observava os barcos à distância quando minha atenção foi capturada pela conversa da mesa ao lado, cujo volume era alto o bastante para qualquer um no lugar ouvir:

“Por que você demitiu o Henry?” — alguém perguntou.

“Porque ele não tinha senso de valores. Sempre que o procurava, estava tomando um cafezinho. Valorizava mais o seu cafezinho do que o emprego. Eu o adverti várias vezes, mas não teve jeito.”

Cultivar hábitos

Acredite ou não, antigamente, na construção de pontes, os construtores primeiro empinavam uma pipa e a mandavam para o outro lado do rio ou desfiladeiro sobre o qual a ponte se estenderia. Alguém do outro lado pegava a pipa e amarrava uma linha mais grossa na ponta da linha e quem quer que tivesse mandado a pipa puxava a linha mais grossa de volta. O processo se repetia várias vezes, usando fios, cordas e cabos, progressivamente mais grossos e fortes. Por fim passavam cabos resistentes o suficiente para transportar os trabalhadores, suas ferramentas e os materiais de construção. E tudo começou com uma fina linha de pipa!

Deus ao volante

Ainda me lembro de quando viajava sozinha — segura de mim mesma, confiante e orgulhosa de minha capacidade de manobrar meu carro pela estrada da vida. Eu era a mestre de meu destino. Adorava as horas solitárias na rodovia, vendo o Sol se pôr no horizonte, sentir as rodas se agarrar à estrada, poder ir a qualquer lugar que me desse vontade no momento. A vida era toda minha para desfrutar e eu fazia o melhor que podia para vivê-la plenamente.

<Page 11 of 11>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.