A vida

O amargo que faz doce

O som do batedor de ovos me atraiu para a cozinha. Fiquei ali observando, para descobrir o que minha mãe colocava naquele bolo de chocolate que o deixava tão gostoso. Vi uma barra de chocolate. Peguei uma lasquinha que havia caído e a coloquei na boca. Era amargo! Olhei os outros ingredientes sobre a mesa: leite azedo (Deus me livre!). Com certeza ela não ia colocar aquilo no bolo. Mas colocou! — E junto com o repugnante bicarbonato de sódio, que eu havia tomado na última vez que tive azia. Perguntei que tipo de bolo ela estava fazendo com aqueles ingredientes horríveis! Minha mãe sorriu e me disse para esperar e ver.

A vida e Tetris

Sou fã de Tetris e, caso você ainda não tenha ouvido falar sobre ele, é um vídeo game na forma de quebra cabeça. Gosto porque consigo planejar o que vou fazer olhando para as partes que estão por vir e à medida que aparecem, posso encaixá-las no lugar correto e diminuir a pilha. Pelo menos essa é a ideia.

Minha vida. Minhas decisões. Meu futuro.

Todos provavelmente já ouvimos estes pensamentos:

O mundo é a sua ostra.
Não há limites.
No meu dicionário, não existe a palavra impossível.
Nunca desista.
Se você pode sonhar, consegue fazer.

A dádiva da escassez

O ano não foi terrível, mas foi difícil. Nossa família se viu às voltas de muitos desafios relacionados ao trabalho, à saúde e de natureza financeira. Minha esperança era que este ano seria mais suave, mas não está sendo. Contudo, quero compartilhar com você algumas coisas que Deus está me ensinando, pois dessas provações advieram algumas coisas maravilhosas.

É uma questão de tempo

Imagine-se voltar no tempo e reviver algumas situações. Que decisões você mudaria? Que momentos específicos gostaria de desfrutar novamente? Com quem gostaria de passar mais tempo?

Reis e rainhas

Há alguns anos, fazia sucesso uma canção que falava sobre corrigir os erros do mundo. Não me lembro de toda a letra, mas a ideia geral era “Se eu fosse o rei do mundo, as coisas seriam diferentes”. Não haveria guerras, ódio, sofrimento nem nenhum desses males que atormentam nosso planeta.

Fazendo o balanço

Não acho que a palavra “planilha” deixe ninguém emocionado ou jubilante, nem mesmo os maiores planejadores e os burocratas mais exímios e experientes.

Entretanto, nesta semana precisei reconfigurar uma de nossas planilhas, à qual adicionei algumas funcionalidades, tais como a totalização automática das saídas de um mês, estoque remanescente, categorização de produtos, etc. Uau! Que emocionante!

Com vocês, Beethoven

Quando meu pai me apresentou a 6ª sinfonia de Beethoven,1 sem dúvida estava tentando incutir em mim sua paixão pela música clássica.

<Page 4 of 11>
Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.