A alegria da comunidade

A alegria da comunidade

Hoje tenho o privilégio de receber cinco famílias para o jantar. Nós nos conhecemos há muitos anos e esta noite nos reuniremos em um alegre convívio. Estou ansiosa por uma noite para relaxar com amigos e familiares. Essa é minha verdadeira riqueza!

Vamos nos encontrar para celebrar, mas nenhum de nós está livre de lutas e tristezas. A mais velha da turma acabou de perder a sobrinha, vítima de fibrose cística. Sentimos falta do nosso filho mais velho, que recentemente se juntou às forças armadas. Outro amigo recebeu um diagnóstico preocupante. Todos temos problemas com os filhos, no trabalho, dificuldades financeiras, situações no casamento para resolver, problemas de saúde. Sei que estamos estressados, porque a vida está ocupada e não nos dá tréguas. Alguns têm boas notícias para compartilhar, enquanto outros nos trazem as tristes.

Romanos 12:15 diz: “Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram.” Não consigo pensar em uma maneira melhor de viver em comunidade. Nunca haverá um momento em que coisas felizes ou difíceis não estejam acontecendo em nossas vidas.

Quero ouvir suas boas notícias, mesmo que justapostas às minhas adversidades. Ficarei feliz com você e por você! Não quero que modere sua alegria só porque, naquele exato momento, minha situação não é das melhores. Vamos nos alegrar juntos!

Se você estiver numa pior, vou chorar com você, ser solidária em sua dor e juntos vamos lembrar que a alegria vai voltar.

É enriquecedor compartilhar os altos e baixos uns com os outros. Adiciona profundidade à nossa felicidade, muito como um rendimento residual aumenta nossa riqueza. É uma receita adicional de altos e baixos, que expande nossas vidas para além dos limites de nossas experiências pessoais.

Estou prestes a ir para a cozinha para começar o molho de macarrão, antes de deixá-lo ferver pelas próximas horas. Minha casa ficará acolhedora e arrumada, mas não vou gastar muito tempo nisso. Ninguém vem aqui para ver minha casa. Passarei um minuto no espelho, o suficiente para parecer revigorada. Ninguém vem aqui por causa da minha beleza.

O que nos une é a amizade. A história que construímos e compartilhamos, uma camada de cada vez, tornando nossas as alegrias e tristezas de cada um. São ombros nos quais chorei, amigos com quem ri e sei que já estive do outro lado para eles.

A comunidade é um ingrediente vital para uma vida feliz e plena. Deus não queria que vivêssemos sozinhos. Em comunidade, construímos nossa felicidade e compartilhamos o fardo da luta.

Marie Alvero

Marie Alvero foi missionária na África e no México. Vive atualmente com seu marido e filhos a Região Central do Texas, nos EUA.  

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.